Lucro da Irani dispara 342% no 2º trimestre de 2021

Os principais impactos no indicador foram relacionados ao crescimento da receita líquida e à expansão da margem bruta

Irani
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A empresa de papel e celulose Irani registrou um lucro líquido de R$ 67,7 milhões no segundo trimestre deste ano, alta de 342% frente igual período de 2020, com margem de 16,8%.

Os principais impactos no indicador foram relacionados ao crescimento da receita líquida e à expansão da margem bruta.

A receita líquida da companhia teve um aumento de 67,3% em relação ao 2º trimestre de 2020, ficando em R$ 403 milhões. O resultado foi impulsionado pelo aumento de preços nos segmentos de embalagem de papelão ondulado e papel para embalagens, além do câmbio favorável para suas exportações.

O segmento de embalagem de papelão ondulado, sua principal linha de negócios e que representa 57% da receita total, apresentou uma evolução de 22,1% em volume, totalizando 40,5 mil toneladas, e de 67,6% no preço médio por tonelada.

Enquanto isso, o segmento papel para embalagens, que representa 32% de sua receita total, foi influenciado pela elevação nos preços médios, já que o volume apresentou queda de 18,4%, totalizando 30,6 mil toneladas, decorrente da menor disponibilidade de papéis da empresa para esse segmento.

O restante de sua receita veio do segmento florestal e resinas, destinado principalmente para exportação. Ele reportou redução de 4% nos volumes quando comparado aos meses de abril a junho de 2020, e redução de 15,6% no comparativo com o trimestre imediatamente anterior, alcançando 3,8 mil toneladas.

Essa redução se deve, principalmente, a menor demanda sazonal pelo mercado.

O resultado operacional, medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia foi de R$ 119 milhões, crescimento de 114% na comparação anual, com uma margem de 29,5%. O avanço se justifica pela elevação da receita líquida e pelas melhores margens de todos os segmentos da companhia no período.

Outro fator positivo do período foi sua alavancagem. A relação dívida líquida sobre Ebitda foi de 0,77 vezes em junho de 2021, contra 0,79 vezes ao final de março deste ano.

A melhora do indicador se deve ao aumento do Ebitda UDM (últimos doze meses), apesar do crescimento de 19,6% da dívida líquida devido aos desembolsos dos investimentos da Plataforma Gaia.

A companhia ainda destaca que possui créditos a serem compensados nos próximos trimestres, relativos a créditos de PIS e da COFINS no montante de R$ 24,8 mil, além do valor a ser recebido pela venda de imóveis rurais no montante a receber de R$ 4,0 mil e a desmobilização de imóvel da Embalagem SP (Vila Maria), com saldo a receber no montante de R$ 40,2 mil.

Foto: x

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais