Navegue:
Ibovespa cai 0,49%, indicadores econômicos nos EUA, cenário político e o que move o mercado hoje

Ibovespa cai 0,49%, indicadores econômicos nos EUA, cenário político e o que move o mercado hoje

Bolsa de São Paulo (Marivaldo Oliveira/Estadão Conteúdo)
Por:

Compartilhe:

Por:

Ibovespa, principal indicador da B3, encerrou em queda de 0,49% no pregão desta segunda-feira, 23, aos 117.471,67 pontos, se descolando das bolsas internacionais. 

O índice foi puxado pelo risco político e fiscal, que vem ganhando cada vez mais por aqui. 

Outro fator foi novamente o Boletim Focus do Banco Central, que trouxe a mediana das projeções de mercado mais uma vez elevada para a inflação.  

Pela 20ª vez consecutiva, a expectativa para a inflação oficial do Brasil de 2021, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu, desta vez de 7,05% para 7,11%. 

Vale lembrar que a meta de inflação de 2021, imposta pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a ser perseguida pelo BC é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. 

Para 2022, a projeção avançou de 3,90% para 3,93%, sendo a 5ª revisão para cima.  

Enquanto a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano caiu de 5,28% para 5,27%, sendo a segunda queda seguida.  

E para a Selic, taxa básica de juros do país, ficou em 7,50% ao ano, tanto em 2021 quanto em 2022. Não houve alteração em comparação à leitura da semana passada.  

É importante ressaltar que, na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, a taxa foi elevada para 5,25% ao ano.  

Para a próxima reunião, a entidade deixou subentendido que a Selic poderá subir novamente em 1 ponto percentual para conter a inflação. 

Com a mediana das projeções em alta novamente, as empresas do setor de varejo sofreram bastante na última sessão, com as ações Magazine Luiza (MGLU3) registrando queda de 4,24%, Via Varejo (VIIA3) recuando 4,53% e Lojas Americanas (AMER3) caindo 4,86%.  

Entretanto, do lado positivo, ficaram os papéis da Embraer (EMBR3), que subiram 5,28% após o anúncio de que sua subsidiária Eve fechou parceria com a Ascent Flights Global para desenvolver um ecossistema robusto de Mobilidade Aérea Urbana (UAM) na região da Ásia-Pacífico. 

Já no exterior, as bolsas americanas fecharam em alta ontem, diante de uma diminuição nas preocupações com a variante delta do coronavírus e em meio a expectativas pelo simpósio de Jackson Hole, que terá início na próxima quinta-feira, 26.  

Em Wall Street, o índice Dow Jones registrou um aumento de 0,61%, a 35.335 pontos.  

S&P 500 cresceu 0,85%, a 4.479 pontos, enquanto o Nasdaq avançou 1,55%, para a máxima histórica de 14.942 pontos.   

Agenda Econômica 

Para esta terça-feira, 24, a agenda econômica interna segue bem fraca, com os investidores ainda atentos ao cenário político.  

Enquanto isso, a agenda externa reserva os indicadores da sondagem industrial de Richmond e as Vendas de Novas Moradias, que sairão às 11h00 (horário de Brasília). 

Foto: Marivaldo Oliveira/Estadão Conteúdo

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: