Navegue:
Dotz interrompe IPO por até 60 dias

Dotz interrompe IPO por até 60 dias

A empresa de fidelidade disse que a decisão ocorreu por conta da “deterioração da atual conjuntura do mercado de capitais brasileiro”

Dotz (divulgação)
Por:

Compartilhe:

Por:

A Dotz informou nesta quinta-feira, 13, que interrompeu o processo de sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na bolsa brasileira.

De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a interrupção tem um prazo de até 60 dias, contados a partir de 12 de maio. A empresa de fidelidade disse que a decisão ocorreu por conta da “deterioração da atual conjuntura do mercado de capitais brasileiro”.

A desistência ocorreu mesmo com a colocação de R$ 100 milhões na operação por parte do fundo japonês SoftBank, segundo informações do Brazil Journal. Essa entrada ajudaria a companhia a seguir com a oferta primária e secundária, mas os acionistas controladores optaram por não dar continuidade neste momento.

“A companhia, o acionista vendedor e os coordenadores da oferta informarão ao mercado caso a análise do pedido de registro da oferta venha a ser retomada”, concluiu.

Com isso, a Dotz se junta a outras 30 companhias que desistiram de abrir capital no mercado local. Recentemente, a Athena Saúde também suspendeu o IPO por motivos similares.

Segundo o prospecto atualizado, a estreia da companhia estava marcada para acontecer amanhã (14) na B3, com as ações sendo negociadas no Novo Mercado, sob o ticker DOTZ3.

Os recursos provenientes da tranche primária seriam utilizados para investimentos em tecnologia na Plataforma Dotz, expansão dos já existentes negócios de fidelização, fintech e marketplace e potenciais fusões e aquisições.

Compartilhe: