Navegue:
Anima reverte prejuízo e lucra de R$ 52 milhões no 1º trimestre

Anima reverte prejuízo e lucra de R$ 52 milhões no 1º trimestre

Aumento da base de alunos e do tíquete médio impulsionaram os números da empresa no período.

Anima educacao divulgacao
Por:

Compartilhe:

Por:

A Anima Educação (ANIM3) registrou um lucro líquido de R$ 52,1 milhões no primeiro trimestre de 2021 e reverteu o prejuízo líquido de R$ 18,8 milhões registrado um ano atrás, de acordo com balanço financeiro divulgado na quinta-feira, 13, após o pregão. 

De acordo com a empresa, novas aquisições impulsionaram o bom resultado da empresa, com a ampliação da base de alunos da instituição e a melhora do tíquete médio mensal, devido à forte atuação no curso de medicina.  

Com isso, a receita líquida da Anima subiu 22,8% em um ano, para R$ 416 milhões e o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) saltou 161,7%: de R$ 52,6 milhões apresentado no primeiro trimestre do ano passado, para R$ 137,7 milhões. 

A margem Ebitda também teve melhora de 17,6 pontos percentuais, para 33,1%. 

Já a base de alunos que a Anima destacou, essa cresceu 11,3% em um ano, de 121,8 mil para 135,6 mil, e o tíquete médio subiu 12,1% no período, para R$ 977 por aluno, mensalmente. 

→ Veja também: Ânima anuncia oferta restrita de ações que pode movimentar até R$ 1,1 bilhão

A empresa ainda informou no balanço que, nos três primeiros meses deste ano,  a Inspirali, vertical de medicina da holding, atingiu 4.840 alunos (+205,4%) e 873 vagas. O que representou 23,2% da receita líquida consolidada do trimestre, com 66,9% de margem operacional.

No final de março, a geração de caixa livre ficou em R$ 97,1 milhões, com ganho de R$ 62,6 milhões em 12 meses. 

Compartilhe: