Navegue:
Allied estuda possibilidade de realizar follow on

Allied estuda possibilidade de realizar follow on

Em nota ao mercado, a empresa diz que selecionou o BTG Pactual, o Bradesco BBI, o Itaú BBA e a XP Investimentos para assessorar a potencial operação.

Celular Unsplash

Foto: Unsplash

Por:

Compartilhe:

Por:

A Allied Tecnologia pretende realizar uma oferta subsequente de ações (follow on) com esforços restritos. Para isso, a companhia já engajou bancos para assessorar a potencial operação.

→ Leia também: Allied adquire plataforma de compra e venda de celulares usados BrUsed

Em nota ao mercado, a empresa diz que selecionou o BTG Pactual, o Bradesco BBI, o Itaú BBA e a XP Investimentos.

Caso seja realizada, a oferta consistirá na distribuição primária (quando o dinheiro levantado vai direto para o caixa da companhia) e secundária (quando os atuais acionistas vendem parte ou a totalidade de suas fatias).

A varejista de produtos eletrônicos complementou ainda que a efetiva realização do follow on restrito está sujeita, entre outros fatores, às condições do mercado acionário e à obtenção das aprovações necessárias.

Vale lembrar que a Allied estreou na B3 em abril deste ano. Sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) movimentou cerca de R$ 190 milhões.

Oferta restrita

Vale lembrar que a eventual operação da Allied ocorrerá por meio de uma oferta restrita (Instrução nº 476/2009), que é voltada exclusivamente para investidores profissionais. O follow on limita-se a 75 investidores, sendo que apenas 50 podem realizar o investimento.

Compartilhe: