Navegue:
Aura Minerals (AURA33) pode perder até 1/3 de sua produção com nova lei em Honduras

Aura Minerals (AURA33) pode perder até 1/3 de sua produção com nova lei em Honduras

Governo hondurenho proibiu a extração de minérios a céu aberto no país; produção em San Andrés somou 26.652 de onças equivalentes de ouro no quatro trimestre do ano passado

aura divulgacao

Aura Minerals: Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Aura Minerals (AURA33), mineradora canadense produtora de ouro e cobre, ficará sem contar com uma de suas unidades extrativas após o governo de Honduras instaurar uma nova lei que proíbe a extração de minérios a céu aberto no país.

O comunicado foi feito na tarde de segunda-feira (28) pelo Twitter da Secretaría de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Honduras. Com isso, a Aura pode ficar sem uma importante fonte de receita e produção da empresa.

Segundo dados do balanço financeiro do quarto trimestre de 2021 da mineradora, o campo de San Andrés, localizado no país, corresponde a mais de 30% da produtividade da empresa.

Além da unidade em Honduras, a Aura atua no México e no Brasil, na região do Mato Grosso. De acordo com os dados operacionais da empresa, 77.594 onças equivalentes de ouro (GEO, na sigla em inglês) foram produzidas no quarto trimestre do ano passado. Desse montante, a produtividade em San Andrés corresponde a 26.652 GEO.

Fonte: Aura Minerals
Fonte: Aura Minerals

A secretaria hondurenha também cancelou aprovações de novas licenças de exploração extrativistas, sendo metálicas ou não metálicas. Além disos, as áreas de alto valor ecológico serão ocupadas pelo governo para garantir sua conservação.

Na terça-feira (1), a mineradora informou ao mercado que tomou conhecimento da medida, mas declarou que não espera efeitos imediatos na produção da mina de San Andrés.

Na TSX, a Bolsa de Toronto, onde a Aura também possui capital aberto, as ações da companhia caíram 2,99% no dia 1, após o anúncio realizado pelo governo hondurenho.

Compartilhe:

Compartilhe: