Ambev (ABEV3): Ação perde 5,5% nos primeiros dias de 2022 em mais um ano sem carnaval

Sem festividades, empresa pode sentir impactos em vendas e marketing

Ambev foto divulgacao

Foto: Divulgação

Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Salvador, Rio de Janeiro, Olinda, São Paulo… Os principais destinos de foliões de todo o país já anunciaram o cancelamento de desfiles e blocos de carnaval em meio à disparada de casos de Covid-19 nas últimas semanas.

Entre as muitas empresas que perdem com isso está a fabricante de bebidas Ambev, que tem no verão o seu pico de vendas e no carnaval um grande canal de divulgação.

Desde o início deste ano, as ações da empresa registram queda de mais de 5,5%. Por volta das 17h20 desta sexta-feira, dia 7, o papel era negociado em baixa de 1,42%, a R$ 14,56.

A maneira mais óbvia com que o cancelamento das festas de carnaval e o aumento da tendência de isolamento social impacta a fabricante de bebidas é por meio da redução das vendas.

De acordo com um levantamento do Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv), foram vendidos cerca de 1,3 bilhão de litros da bebida durante o carnaval de 2019, o último antes da pandemia, o que corresponde a cerca de 10% do esperado para um ano inteiro. “Somente o período seria equivalente a um mês de vendas para o setor”, diz nota do Sindicerv.

Na visão de Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos, isso não é tudo: “A Ambev utiliza essa plataforma para vender mais, claro, e também para divulgação. Muitas vezes ela utiliza o momento para lançar uma nova marca ou realizar uma ação de marketing mais forte, então ela perde essa oportunidade, que é anual.”

O cenário, no entanto, parece ser melhor do que o de 2021, segundo Cruz. “A questão da Ômicron é que talvez as pessoas se isolem menos, por menos tempo, e haja menos hospitalizações”, disse ele, referindo-se à nova variante do vírus causador da covid-19, mais transmissível, porém aparentemente menos letal que cepas anteriores. “Talvez não provoque aquele movimento de fechamento e restrição de horário de bares e restaurantes.”

As restrições prolongadas, diz o analista, têm potencial de danos muito maior para empresas como a Ambev do que o cancelamento das festividades.

Além disso, a perspectiva de melhora na situação da pandemia também sinaliza que a empresa pode tirar proveitos de outros eventos, como a Copa do Mundo, que irá ocorrer em dezembro. “A Ambev pode direcionar todos os esforços que estava concentrando para o carnaval para o final do ano. E vai ser uma Copa no verão, o que pode intensificar ainda mais o consumo de produtos da Ambev nesse período”, ressalta.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais