Navegue:
Alpargatas (ALPA4) se atrapalha com expansão internacional e ação tem maior queda no Ibovespa

Alpargatas (ALPA4) se atrapalha com expansão internacional e ação tem maior queda no Ibovespa

Bank of America acha que resultados no exterior ainda terão efeito negativo sobre balanço da empresa nos próximos meses

homem calça chinelo da Havaianas, marca da Alpargatas

Foto: BalkansCat / Shutterstock.com

Por:

Compartilhe:

Por:

As ações da Alpargatas (ALPA4), dona da marca de sandálias Havaianas, caem mais de 10% nesta sexta-feira (5) e registram a maior queda dentre as empresas que fazem parte do Ibovespa.

O que deixou os investidores frustrados foi, essencialmente, a fraqueza nos resultados da companhia nos Estados Unidos, Europa e China no segundo trimestre.

No período, que é de calor nestas regiões, a previsão dos especialistas era de aumento nas vendas. Com a chegada dos meses mais frios no segundo semestre, a perspectiva é de que as vendas por lá dificilmente conseguirão se recuperar.

“A queda de 36% no volume de vendas nos Estados Unidos, mesmo com os esforços de reestruturação, é mais fraca do que a maioria das previsões”, disse o Bank of America em um relatório.

Na China, a contração foi ainda maior, de 40% em relação ao segundo trimestre de 2021, por causa das medidas de isolamento social adotadas pelo país para lidar com o aumento de casos de Covid-19.

Leia mais:
Alpargatas (ALPA4): problemas na cadeia global afetaram 2º trimestre

Na Rothy’s, marca de sapatos e bolsas na qual a Alpargatas possui uma fatia de quase 50%, as perdas também superaram as projeções, tendência que deve se repetir nos próximos trimestres por causa dos investimentos necessários em lojas e na obtenção de clientes.

“Esperamos que mais desafios no exterior e uma aceleração nos investimentos na marca Rothy’s prejudiquem o que poderia ser um desempenho excepcional”, disse o Bank of America no documento. O banco atribui recomendação neutra às ações da Alpargatas, com preço-alvo em R$ 24 por papel.

⇨ Quer aprender a lucrar com a segurança da Renda Fixa? Inscreva-se neste curso gratuito!

A XP Investimentos, que recomenda a compra das ações com preço-alvo em R$ 28, ressaltou o resultado das operações brasileiras – em particular o fato de a Alpargatas ter conseguido fechar o trimestre vendendo seus produtos no Brasil a um preço mais alto.

No entanto, apontou também que a o aumento nas despesas da companhia “continua sendo um desafio”.

“Para os próximos trimestres, a Alpargatas implementou mais um aumento de preços que deve ser refletido integralmente a partir de julho de 2022, o que deve contribuir para a recuperação das margens, enquanto o lançamento de slides na Europa e EUA em junho e julho de 2022 deve ser um vento a favor dos volumes na operação internacional”, disse a XP.

Por volta das 14h55, as ações preferenciais da Alpargatas caíam 11,66%, para R$ 19,77.

Compartilhe:

Compartilhe: