Navegue:
Após manter taxa de juros nos EUA, Fed avisa que redução de estímulos deve ocorrer “em breve”

Após manter taxa de juros nos EUA, Fed avisa que redução de estímulos deve ocorrer “em breve”

Processo de tapering pode acontecer em breve, caso economia americana continue em progresso

Letras com o nome FED acima de notas de dólares

Foto: Andrew Harnik

Por:

Compartilhe:

Por:

Após reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) decidiu de forma unânime manter a taxa básica de juros do país na faixa entre 0% e 0,25%, conforme o esperado pelo mercado, mas sinalizou que deve aumentar a taxa já em 2022, para um patamar de 0,3% ao ano, de acordo com projeções de membros do Comitê.

Para 2023, a previsão é que os juros subam para 1,0% e, em 2024, para 1,8%, ainda de acordo com as premissas dos membros do Fed.

Em comunicado, o Fed ressaltou que a economia fez progressos em relação ao nível de emprego e estabilidade de preços desde dezembro, e indicou que poderá reduzir em breve o ritmo de compra de ativos, em um processo conhecido no mercado como “tapering”.

“Se o progresso continuar como esperado, o Comitê julga que uma moderação no ritmo de compras de ativos pode ser necessária em breve. Essas compras de ativos ajudam a promover o funcionamento regular do mercado e condições financeiras acomodatícias, apoiando, assim, o fluxo de crédito para famílias e empresas”, apontou o banco central dos Estados Unidos.

Após a divulgação da ata da reunião, o mercado brasileiro e as bolsas americanas seguem em alta. Por volta das 16h20, o Ibovespa subia 2,45%, para 112.947 pontos.

Compartilhe: