Dados de indústria e construção favorecem fim antecipado de estímulo nos EUA, diz ING

Números sugerem forte crescimento do PIB no quarto trimestre, diz banco

Jerome Powell Federal Reserve
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Os dados sobre a atividade industrial e os gastos com construção nos Estados Unidos divulgados nesta quarta-feira, 1, confirmaram a força dos dois setores. Para o banco ING, ambos os números deixam claro que é justificável encerrar antecipadamente os estímulos à economia injetados pelo Federal Reserve, o banco central americano.

“Os dois dados de hoje sugerem que devemos continuar esperando um crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de 6,5% no trimestre atual. Com a inflação provavelmente ficando numa média parecida, o argumento em prol da conclusão adiantada do afrouxamento quantitativo e de aumento de juros a partir meados de 2022 parece forte, se a Ômicron permitir”, disse James Knightley, economista-chefe internacional do ING.

O índice ISM sobre a atividade industrial dos Estados Unidos subiu de 60,8 pontos em outubro para 61,1 pontos em novembro. A leitura, superior a 50 pontos sugere expansão.

Além disso, os componentes de novas encomendas e de produção vieram acima de 60 pontos – mais equilibrado do que na Europa, onde demanda e produção estão em descompasso. Outro ponto positivo foi o componente de emprego, que atingiu o maior nível desde abril.

Os gastos com construção vieram abaixo do previsto – alta de 0,2% em outubro, ante estimativa de alta de 0,4%, segundo o ING -, mas os dados de setembro foram revisados e mostraram uma contração menos acentuada – de 0,1%, em vez de 0,5%.

Como isso afeta seus investimentos

Há anos o Federal Reserve e instituições semelhantes na zona do euro e em outros países desenvolvidos mantêm os juros perto de zero.

Eles também injetam recursos no sistema financeiro para garantir crédito barato aos consumidores e empresas. Este processo é feito via compra de títulos de dívida e às vezes ações, e é chamado de “quantitative easing”, ou afrouxamento quantitativo da política monetária.

Esta política dos grandes bancos centrais reduziu as taxas de retorno de investimentos em renda fixa nestes países, e fez muitos investidores migrarem para outras aplicações mais arriscadas e rentáveis – como ações, commodities e ativos de países emergentes.

A inflação elevada pode gerar uma reversão desta política e inverter este fluxo de investimentos. Ontem a bolsa brasileira sentiu os efeitos disso após o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, falar que pode ser necessário remover mais cedo do que o esperado os estímulos que a instituição oferece à economia.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo

Não perca essa oportunidade!

Baixe o nosso App!

O maior hub do mercado financeiro
na palma da sua mão!

Curso grátis que te ensina de forma simples sobre o mercado futuro

Banner share midias site curso winfut clear trademap

Cadastre-se agora no curso que vai te ensinar tudo sobre mercado futuro!

Banner share midias site curso winfut clear trademap