Navegue:
China pretende acelerar compras agrícolas dos EUA

China pretende acelerar compras agrícolas dos EUA

Por:

Compartilhe:

Por:

[vc_column width=”1/1″][vc_column_text css=”.vc_custom_1580925754915{padding-right: 13% !important;padding-left: 13% !important;}”]

A China planeja intensificar as compras de produtos agrícolas dos Estados Unidos para cumprir o acordo comercial da primeira fase, informou a agência Bloomberg nesta sexta-feira, 19.

De acordo com a Bloomberg, a segunda maior economia do mundo pretende aumentar a compra de vários produtos, como soja, milho e etanol, depois dos atrasos ocasionados pela pandemia do novo coronavírus.

Uma fonte com conhecimento do assunto que não quis ser identificada disse à agência que o governo chinês pediu a compradores estatais de produtos agrícolas que fizessem todos os esforços para cumprir o acordo da primeira fase junto com os EUA.

Apesar disso, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse à Bloomberg que “não tem nenhuma informação adicional a fornecer no momento”.

Em meio à crise financeira influenciada pela pandemia, o plano oferece um respiro mais otimista aos mercados, preocupados com problemas no comércio entre os dois países que vêm trocando farpas desde o início do coronavírus até a nova legislação de segurança de Hong Kong.

O secretário de Estados dos EUA, Michael Pompeo, disse que a principal autoridade de política externa da China se comprometeu a cumprir todos os termos acordados entre as nações referentes ao comércio.

“Durante minha reunião com Yang Jiechi, membro do Politburo do PCC, ele se comprometeu a cumprir e honrar todas as obrigações da Fase 1 do acordo comercial entre nossos dois países”, afirmou Pompeo em uma rede social.

Foto: Jason Lee/Reuters

[/vc_column_text][/vc_column]

Compartilhe:

Compartilhe: