Navegue:
Para a Gol, taxa de ocupação das aeronaves deve atingir 81% no 2º trimestre

Para a Gol, taxa de ocupação das aeronaves deve atingir 81% no 2º trimestre

Durante o mês de maio, houve uma melhora significativa de suas vendas de viagens aéreas no mercado doméstico

Gol Foto divulgação
Por:

Compartilhe:

Por:

A Gol divulgou nesta quarta-feira, 26, suas perspectivas preliminares para o segundo trimestre e também para o 2º semestre de 2021.

De acordo com o relatório, a companhia aérea espera que a taxa de ocupação das aeronaves chegue a 81% no 2º trimestre, ultrapassando os 79% previstos anteriormente.

Já os custos unitários devem atingir 40% a menos em relação ao segundo trimestre de 2020, contra 27% projetados no relatório passado.

A companhia observou durante o mês de maio uma melhora significativa de suas vendas de viagens aéreas no mercado doméstico.

“Embora a trajetória na recuperação da demanda pós-pandemia seja de difícil previsão e ainda persista um elevado grau de incerteza, os avanços na aplicação de vacinas pelo Programa Nacional de Imunização no Brasil estão impactando positivamente no tráfego de transporte aéreo”, destacou a Gol em seu relatório.

Segundo a empresa, o aumento nas vendas se soma a outras iniciativas da administração da Gol, que também proporcionam melhorias na fase de recuperação.

O relatório ressaltou que a reintegração da Smiles viabiliza sinergias à empresa, além de melhorar a capacidade creditícia da companhia e aumentar os seus fluxos de caixa e lucro. A aquisição da participação minoritária na Smiles está prevista para ser concluída em 23 de junho.

Até o final do 2º trimestre deste ano, a Gol terá realizado quase R$ 3 bilhões de novas emissões de capital, que inclui um aumento de capital de até R$ 512 milhões iniciado e liderado pelo acionista controlador.

Veja outras perspectivas da companhia:

Perspectivas Gol
Fonte: Gol Linhas Aéreas

Foto: Gol/Divulgação

Compartilhe: