Vivara precifica IPO a R$ 24 por papel

loja vivara shopping

A rede de joalherias Vivara (VIVA3) encerrou o processo de Bookbuilding e precificou, ontem à tarde, a R$ 24 cada ação em sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês). Com isso, a companhia vai estrear na bolsa brasileira com um valor de mercado de R$ 5,67 bilhões.

Ao todo, a Vivara deve levantar cerca de R$ 2,04 bilhões com a captação dos papéis, como aponta o Valor Investe. Desse montante, R$ 455 milhões vão para o caixa da joalheria, enquanto o restante, R$ 1,59 bilhão, vai para a família Kaufman, controladora da empresa. O IPO pode ser acrescido em um lote suplementar de até 255 milhões de reais, a critério dos bancos coordenadores da oferta.

A oferta da companhia consistiu em 18.894.662 ações ordinárias e de, inicialmente, 51.960.321 papéis secundários, com lote adicional de até 14.170.996 ativos ON.

→ Leia também: Termina hoje período de reserva para IPO da Vivara (VIVA3)

Os bancos coordenadores da oferta da Vivara são:

  • Itaú BBA
  • Bank of America
  • XP Investimentos
  • P. Morgan
VIVA3 no TradeMap

Os papéis da Vivara estreiam amanhã na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) e você pode conferi-los, em tempo real, no TradeMap também.

Existe um prazo de até D+2 (ou seja, o dia atual em que a solicitação foi feita mais dois dias úteis) dado pela B3, para que esteja disponível no CEI (Canal Eletrônico do Investidor).

No TradeMap, uma vez que você esteja sincronizado com o CEI, atualizamos as informações da sua custódia, por isso, também levamos até dois dias úteis para realizar a inserção na sua carteira.

O que é Bookbuilding?

De um modo resumido, o Bookbuilding é o processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado. Dessa forma, a empresa que pretende abrir capital ou fazer novas ofertas deve saber qual a intenção de compra dos acionistas e chegar a um preço razoável para o IPO ou oferta secundária. Leia mais.

Foto: Garten Shopping