Super quarta: Fed e Copom vão anunciar taxas de juros

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O Federal Reserve (banco central norte-americano) e o Conselho de Política Monetária (Copom) decidirão nesta super quarta-feira, 30, os novos rumos para cortes de juros nos Estados Unidos e Brasil, respectivamente. No dia 18 de setembro, as duas instituições reduziram as taxas para o menor nível histórico.

Aqui no Brasil, o corte da Selic, nossa taxa básica de juros, é mais previsível do que os Estados Unidos. O relatório Focus, do Banco Central, já vinha mostrando uma redução nos últimos boletins semanais.





O consenso geral é de que a Selic tenha um corte de 0,5%, passando de 5,5% para 5% ao ano. Alguns analistas apostam em uma redução mais agressiva, de 0,75%. O resultado sai somente após o fechamento do mercado, às 18h.

Já o Fed tem um quadro mais complexo, mesmo com o mercado apostando uma chance de mais de 90% de existir um corte de 0,25% nas taxas de juros dos EUA. Dessa forma, a meta ficaria entre 1,5% e 1,75%.

O presidente do Fed, Jerome Powell, alega que a redução não se trata de um ciclo agressivo, mas sim de “corte de segurança”. Em relação à guerra comercial dos EUA com a China, o banco central americano teria sido obrigado a ajustar a taxa para evitar uma desaceleração mais forte na economia, como aponta o Seu Dinheiro.

Outra notícia relevante de hoje, o PIB americano cresceu à taxa anualizada de 1,9% no terceiro trimestre deste ano, superando as expectativas, segundo dados divulgados pelo escritório oficial de estatísticas do país (BEA). A estimativa era um crescimento de 1,6%.

Ibovespa

Até antes dos resultados, o Ibovespa caía perante as expectativas do corte da Selic, assim como a redução das taxas de juros dos EUA.





Por volta das 14h15, o principal índice acionário da bolsa brasileira apresentava desempenho negativo. Acompanhe a cotação em tempo real pelo TradeMap Premium.

Ibovespa. às 14h15, no TradeMap
Ibovespa. às 14h15, no TradeMap

 Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Leia também:   Desistências de IPO já somam 31 casos em 2021

Tags:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp