Resultado trimestral da JBS, Natura e outras companhias

Resultados trimestrais
JBS

A JBS (JBSS3) registrou um lucro líquido de R$ 2,2 bilhões e, dessa forma, reverteu o prejuízo de R$ 911 milhões no segundo trimestre de 2018, como aponta a companhia em nota. No primeiro semestre deste ano, a empresa obteve lucro líquido de R$ 3,3 bilhões.

A receita líquida também apresentou desempenho positivo frente ao mesmo período do ano passado, com alta de 12,5%, para 50,8 bilhões de reais. O lucro bruto deteve aumento de 13,6%, para R$ 7,9 bilhões.

O presidente e CEO da companhia, Gilberto Tomazoni, disse em nota que “passados dois anos da definição das nossas prioridades focadas em eficiência operacional, crescimento orgânico, investimento em inovação e qualidade, desalavancagem e robusto programa de compliance global, estamos muito felizes em anunciar resultados recordes que refletem o acerto da nossa estratégia, a excelência operacional da Companhia e a capacidade de execução do nosso time”.

Na Bolsa de Valores de São Paulo, os papéis da JBS estão liderando as maiores altas do Índice Ibovespa, com mais de 7% de ganho, às 13h. Você pode acompanhar os ativos da companhia em tempo real com o TradeMap.

Papéis da JBS no TradeMap
Natura

A empresa de cosméticos Natura (NATU3) subiu 109,4% em relação ao 2T18, para R$ 66,6 milhões. A receita líquida também obteve ganhos de 9,8% e atingiu R$ 3,4 bilhões. Segundo a companhia, todas as três marcas – Aesop, The Body Shop e a própria Natura – contribuíram para uma boa performance no trimestre.

Ultrapar

O grupo Ultrapar (UGPA3) enfrentou uma queda de 47% em relação ao mesmo período de 2018 e apresentou lucro líquido de R$ 127 milhões. A receita líquida também caiu neste resultado trimestral, para R$ 589 milhões, número 18% inferior frente ao 2T18.

As ações da companhia estão liderando as maiores quedas do dia no Ibovespa, com mais de 7% às 14h35.

Via Varejo

A dona das Casas Bahia e Ponto Frio, Via Varejo (VVAR3), registrou prejuízo de R$ 154 milhões frente ao desempenho positivo de 14 milhões de reais no segundo trimestre de 2018. A receita líquida acompanhou a queda em R$ 6,024 bilhões, inferior a 6,5 pontos percentuais.

Sabesp

A Sabesp (SBSP3) reportou um lucro líquido de R$ 454,4 milhões, crescimento de 149,8% ante o resultado divulgado no segundo trimestre de 2018. A receita operacional líquida somou R$ 3,997 bilhões, acréscimo de 8,9%.

Oi

A empresa de telecomunicações Oi (OIBR3; OIBR4) apresentou desempenho negativo em seu prejuízo líquido atribuído aos acionistas de R$ 1,559 bilhão. Dessa forma, a companhia aumento em 24% as perdas no comparativo anual. Já o prejuízo líquido consolidado foi de R$ 1,625 bilhão, enquanto o prejuízo líquido consolidado ajustado atingiu R$ 1,709 bilhão.

A Oi também teve queda em sua receita líquida, alcançando R$ 5,046 bilhões, queda de 8,1% ante o mesmo intervalo de 2018.

Marfrig

A Marfrig (MRFG3) conseguiu reverter seu prejuízo de R$ 582 milhões no segundo trimestre de 2018 e atingiu lucro líquido de R$ 86,5 milhões. A receita líquida consolidada foi de R$ 12,2 bilhões, crescimento de 9,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Gafisa

A Gafisa (GFSA3) apresentou prejuízo de 12,7 milhões de reais em seu balanço trimestral, uma queda de 49% frente ao desemprenho do segundo trimestre de 2018, quando atingiu valor negativo de 24,957 milhões de reais.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp