Reforma da Previdência é promulgada nesta terça

Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre durante cerimônia de promulgação da reforma da Previdência

O Congresso Nacional promulgou nesta terça-feira, 12, a reforma da Previdência – quase nove meses após o governo federal entregar a proposta ao Legislativo. Dessa forma, as novas regras de aposentadoria passam a valer após a publicação no Diário Oficial da União, com exceção às mudanças nas alíquotas – que têm um prazo de 90 dias.

No dia 22 de outubro, o Plenário do Senado aprovou o texto-base da reforma por 60 votos a favor contra 19. Para que fosse aprovada, a reforma precisava de, no mínimo, 49 votos dos 81 senadores.

Entre as principais mudanças da reforma, estão a fixação de idade mínima para se aposentar:

reforma da Previdência - maiores mudanças

Durante a cerimônia de promulgação, participaram os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), em conjunto com líderes e os relatores da reforma na Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP) e no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE).

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, não participaram do evento.

Maia afirmou, durante seu discurso na cerimônia, que o sistema atual “beneficia ricos e prejudica pobres”. Com a reforma, o Congresso reduziu “desigualdades” ao aprová-la, acrescentou o político.

Alcolumbre, em tom parecido, incluiu que a reforma elimina distorções, além de atrair investidores para o Brasil, “estimulando a captação de recursos para o crescimento da nossa Nação e a criação de novos empregos”.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

googleplay
appstore

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp