Ibovespa recua 0,24% na 5ª feira; indicadores no Brasil e nos Estados Unidos estão no radar

Bolsa de Valores Freepik

Foto: Freepik

Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em queda de 0,24% nesta quinta-feira, 14, aos 113.185 pontos, se descolando do mercado externo.  

Nem mesmo o crescimento do volume de serviços de julho para agosto, na quinta taxa positiva seguida, conseguiu segurar o índice no campo positivo. 

Na Bolsa, o destaque de alta da sessão ficou com o Banco Inter (BIDI4;BIDI11), com valorização de 4,92% e 5,04%, respectivamente, impulsionado pela expectativa de melhores resultados após o Nubank reportar lucro no terceiro trimestre.  

A ação da PetroRio (PRIO3) ainda subiu 4,64%, acompanhando o aumento nos preços do petróleo no mercado internacional.  

Do lado negativo do índice, ficaram as ações do setor de construção, após as companhias divulgarem prévias de resultados operacionais referentes ao terceiro trimestre.  

As ações da Cyrela (CYRE3) caíram 2,64%, seguidas pelas da Even (EVEN3), com recuo de 4,04%. A Cury (CURY3) conseguiu fechar o dia em alta de 1,55%, acompanhada pelo papel da Lavvi (LAVV3), que avançou 8,64% após anunciar o pagamento de R$ 120 milhões em dividendos. 

No cenário externo, as divulgações de resultados corporativos do terceiro trimestre animaram os investidores, o que fez com que os principais índices acionários americanos fechassem o dia no campo positivo. 

O índice Dow Jones subiu 1,56%, aos 34.912 pontos; o S&P 500 avançou 1,71%, aos 4.438 pontos; e o índice de tecnologia Nasdaq teve valorização de 1,73%, aos 14.823 pontos. 

Ainda nos Estados Unidos, foram divulgados dados de pedidos de auxílio-desemprego, que chegaram a 293 mil solicitações na semana encerrada em 9 de outubro, bem abaixo da projeção do mercado, que esperava 319 mil pedidos. 

Índice de Preços ao Produtor (PPI) também ficou menor que o esperado, com alta de 0,5% em setembro frente a agosto. Em 12 meses, o índice acumula alta de 8,6%. 

De acordo com analistas consultados pela Reuters, a projeção era de aumento de 0,6% na base mensal e de 8,7%, na anual.  

Agenda econômica 

Para esta sexta-feira, 15, a agenda econômica reserva a divulgação do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de outubro pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB). 

Nos Estados Unidos, os investidores deverão acompanhar novos balanços corporativos do terceiro trimestre, além de indicadores de varejo e de confiança do consumidor de Michigan.  

Leia também:   Nova variante da Covid derruba bolsas globais; cenário político chama a atenção por aqui

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais

Não vá ainda...

Baixe o nosso App!

O maior hub do mercado financeiro
na palma da sua mão!

Popup out planos