EUA: inflação ao produtor sobe 0,5% em setembro; pedidos de auxílio-desemprego ficam abaixo do esperado

Número de pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA atingiu 293 mil na semana encerrada em 9 de outubro

EUA Unsplash

Foto: Unsplash

Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos subiu 0,5% em setembro na comparação com agosto, quando havia registrado alta de 0,7% – já com ajuste sazonal. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 14, pelo Departamento do Trabalho do país.

Segundo o órgão americano, o índice avança 8,6% em 12 meses.

A inflação divulgada ficou um pouco abaixo do esperado por analistas consultados pela Reuters, que previam alta de 0,6% na base mensal e de 8,7%, na anual.

Já o núcleo do PPI, que exclui os preços de alimentos, energia e comércio, avançou 0,1% na passagem de agosto para setembro, após subir 0,3% no mês imediatamente anterior.

Leia também:   Ações de setores defensivos, petróleo e financeiro são preferência da Itaú Asset para 2022

Os preços dos alimentos tiveram aumento de 2% em setembro na comparação mensal. Em agosto, a alta havia sido de 2,9%.

A energia, por sua vez, reportou crescimento de 2,8% no período, após avanço de 0,4% na leitura anterior.

Auxílio-desemprego

No mercado de trabalho, o número de pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA atingiu 293 mil na semana encerrada em 9 de outubro, uma queda de 36 mil em relação ao nível revisado anterior, informou o Departamento do Trabalho americano.

Economistas ouvidos pela Reuters projetavam um número maior, de 319 mil pedidos.

De acordo com o Departamento, esta é a menor taxa de solicitações iniciais desde 14 de março de 2020, quando havia sido de 256 mil.

Leia também:   Ata do Fed confirma que juros podem subir mais cedo nos EUA

A leitura da semana anterior foi revisada para cima em 3 mil, de 326 mil para 329 mil pedidos.

Enquanto isso, a média móvel de quatro semanas foi de 334.250 solicitações, queda de 10,5 mil frente à média revisada da média da semana anterior. Este também é o menor nível desde 14 de março de 2020.

Em relação aos pedidos contínuos (quando as pessoas recebem o seguro por duas ou mais semanas), houve queda de 134 mil solicitações na semana finalizada em 2 de outubro, a 2,593 milhões. Vale lembrar que este indicador é divulgado com uma semana de atraso.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais

Não vá ainda...

Baixe o nosso App!

O maior hub do mercado financeiro
na palma da sua mão!

Popup out planos