Méliuz contrata bancos para avaliar um possível follow-on

Oito meses após a estreia na bolsa de valores, empresa de cashback já valorizou cerca de 350% seus papéis.

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A companhia de cashback Méliuz (CASH3) se prepara para realizar uma nova oferta de ações, oito meses depois de estrear na bolsa de valores. De acordo com comunicado ao mercado da última sexta-feira, 18, a Méliuz contratou bancos para coordenar uma oferta subsequente de ações (follow-on). 

Os contratados pela companhia até o momento são os bancos Itaú BBA e BTG Pactual. A oferta deverá ser primária, quando o dinheiro entra para o caixa da empresa, e secundária, quando os acionistas vendem parte de seus papéis. 





“A efetiva realização da potencial oferta ainda está sob análise da companhia, sendo que, até a presente data, seus eventuais termos e condições não estão definidos”, diz fato relevante. 

Leia também:   Neoenergia lucra R$ 1 bi no 2º tri, alta de 137% na base anual

A Méliuz ainda destaca que, não há decisão sobre o lançamento ou não da potencial oferta, apenas a análise. 

Desde que fez sua estreia na B3, as ações da empresa dispararam 350%. Na ocasião, o IPO levantou cerca de R$ 370 milhões para ampliar o marketplace, os serviços financeiros e para aquisições de empresas.

Leia mais: Méliuz anuncia aquisição da Acessopar por R$ 324,5 milhões

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp