EUA recusam entrada do Brasil na OCDE

Foto: Tia Dufour

O governo dos Estados Unidos se recusou a apoiar a entrada do Brasil na Organização de Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE). A decisão marca uma reversão após meses de apoio público entre as autoridades de ambos os países. As informações foram divulgadas pela Bloomberg nesta quinta-feira (10).

→ Leia também: Negociações EUA-China retomam nesta quinta-feira

Michael Pompeo, secretário de Estados dos EUA, desaprovou um pedido para discutir a ampliação do clube dos países mais ricos, segundo uma cópia de uma carta enviada ao secretário-geral da OCDE, Angel Gurria. O informe ainda dizia que Washington apoiava somente as candidaturas de adesão da Argentina e da Romênia.

“Os EUA continuam a preferir a ampliação a um ritmo contido que leve em conta a necessidade de pressionar por planos de governança e sucessão”, afirmou o Pompeo.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou, em março, que apoiava a entrada do Brasil no grupo seleto de 36 países. Na mesma linha, o secretário de Comércio norte-americano, Wilbur Ross, durante uma visita a São Paulo, reafirmou o apoio.

Foto: Tia Dufour

Escrever um comentário