Caixa levanta R$ 7,3 bi com participação da Petrobras

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A Caixa Econômica Federal levantou R$ 7,3 bilhões com a venda da participação da Petrobras (PETR3). Foram ofertadas 241,3 milhões de ações ordinárias da companhia, ao preço de R$ 30,25 – um desconto de 1,5% em relação ao valor de fechamento da petrolífera ontem, 25, de R$ 30,70. As informações são da revista Exame.

A operação conta com distribuição no exterior em forma de ADRs (American Depositary Receipts, em inglês), que são recibos de ações negociadas na bolsa de Nova York. O movimento foi coordenado pelo próprio banco, junto com o UBS, Morgan Stanley, Bank of America e XP Investimentos.





Futuro da Caixa

A Caixa já planejava a venda das ações da petroleira como parte do plano de se desfazer de ativos. De acordo com o presidente da estatal, Pedro Guimarães, o banco pretende captar cerca de R$ 40 bilhões ao todo para viabilizar a privatização, com a venda da participação na Alupar e no Banco do Brasil.

Leia também:   Desistências de IPO já somam 31 casos em 2021

Além do mais, o banco pretende abrir capital (IPO, em inglês) das divisões de seguros e cartões.

O que são ADRs?

Os ADRs, ou conhecido como American Depositary Receipts, são certificados de ações emitidos por bancos estadunidenses. Em tradução livre, o Recibo Depositário Americano permite que empresas estrangeiras, incluindo o Brasil, possam negociar seus papéis nas bolsas de valores dos EUA.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp