Bolsas europeias e futuros americanos sobem em meio aos resultados corporativos; por aqui, campo político segue em destaque

Investidores devem acompanhar os comentários sobre a sinalização de Bolsonaro e Guedes em apoio à privatização da Petrobras

Mundo Unsplash

Foto: Unsplash

Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Nesta terça-feira, 26, as bolsas globais sinalizam dia de ganhos com os mercados europeus e os futuros americanos em alta, acompanhando os resultados corporativos.

Ontem, o Facebook apresentou forte crescimento em suas ações devido à divulgação do balanço trimestral, que veio positivo com o forte aumento de usuários. A companhia disse que vai recomprar até US$ 50 bilhões em ações.

Na agenda de hoje tem a divulgação dos resultados da Microsoft, Xerox, Alphabet, 3M, General Electric, UPS e Visa.

Outro ponto que deixa os investidores mais animados nesta terça é o progresso na agenda econômica do presidente americano Joe Biden, podendo também viabilizar a aprovação, na Câmara, do pacote de infraestrutura. Todos esses motivos têm deixado em segundo plano uma inflação ainda elevada com o risco de um aperto da política monetária.

Leia também:   Black Week: TradeMap inicia semana de desconto em plano prime

Na Ásia, as bolsas fecharam novamente de forma mista, de olho no bom humor das bolsas americanas, mas ainda em meio às preocupações sobre o setor imobiliário da China.

Quanto às commodities, o preço do barril do petróleo Brent apresenta leve queda, mas ainda está em torno de US$ 85 o barril, enquanto o minério de ferro sobe forte.

No Brasil, os investidores ainda deverão acompanhar os comentários sobre a sinalização do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, em apoio à privatização da Petrobras.

A agenda econômica ainda reserva a divulgação do IPCA-15 e dos dados do Caged, que precedem a reunião do Copom de amanhã.

Leia também:   Ibovespa cai ao menor patamar em 15 meses com variante da Covid-19; aéreas e turismo lideram perdas

A projeção do mercado vem elevando a expectativa de aumento na Selic e reduzindo a previsão do crescimento econômico do país. Ontem, diversas instituições revisaram para baixo suas projeções para o PIB em 2022, além de reforçar a preocupação com o cenário de alta dos juros e da tentativa de mudança do teto de gastos.

No cenário corporativo, Banco Inter, Localiza, Indústrias Romi, Klabin e Cesp divulgarão os resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.