Volume de serviços cresce 2,9% em agosto, aponta IBGE

Serviços foto de Getty Images

 

O volume de serviços prestados no Brasil avançou 2,9% em agosto na comparação com julho, na série com ajuste sazonal, mostra a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, 14.

De acordo com a entidade, essa foi a terceira taxa positiva seguida após uma sequência de quatro taxas negativas. Devido às medidas de isolamento social para combater o contágio da covid-19, o setor foi um dos mais afetados.

Em relação a agosto do ano passado, o volume de serviços caiu 10%, o que representa a sexta taxa negativa consecutiva nessa base de comparação. O acumulado do ano caiu 9% frente ao mesmo período de 2019.

A taxa dos últimos 12 meses recuou 5,3% em agosto de 2020, mantendo a trajetória descendente iniciada em janeiro de 2020 e chegando ao resultado negativo mais intenso da série deste indicador, iniciada em dezembro de 2012.

A alta de 2,9% do volume de serviços, de julho para agosto de 2020, foi acompanhada por quatro das cinco atividades investigadas, com destaque para serviços prestados às famílias (33,3%) e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (3,9%).

O primeiro setor registrou a taxa positiva mais intensa da série histórica (iniciada em janeiro de 2011), mas ainda se encontra distante do patamar de fevereiro (-41,9%), mês que antecedeu o início da pandemia de covid-19.

Já a segunda atividade acumula ganho de 18,8% nos últimos quatro meses, após ter perdido 25,2% entre março e abril de 2020.

Para ler a PMS na íntegra, clique aqui.

Foto: Getty Images

 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp