Tesouro levanta US$ 3,5 bilhões no exterior com emissão de títulos de 5 e 10 anos, diz agência

Pile of banknotes of one hundred dollars. Selective focus. Closeup. Background.

O Tesouro Nacional captou US$ 3 bilhões de investidores internacionais com as menores taxas de juros em sete anos, aponta a Agência Brasil.

O dinheiro foi levantado na última quarta-feira, 3, da emissão de US$ 1,25 bilhão em títulos da dívida externa com vencimento em junho de 2025 e de US$ 2,25 bilhões em produtos da dívida externa com vencimento de junho de 2030.

Segundo a agência, a taxa obtida na emissão dos papéis de dez anos, com vencimento em 2030, somou 4% ao ano. Embora os juros estejam maiores que o da última emissão desse tipo de papel, em novembro do ano passado, continuam inferiores aos 4,7% ao ano obtidos na penúltima emissão, em março de 2019.

Enquanto isso, a taxa somou 3% para os títulos de cinco anos. “Como o Brasil não emitia títulos com prazo tão curto desde meados dos anos 2000, o Tesouro não pode fazer uma comparação”, aponta a Agência Brasil.

Taxas baixas de juros indicam pouca desconfiança dos investidores de que o Brasil não conseguirá pagar a dívida. Em momentos de crise econômica como o atual, os estrangeiros passaram a cobrar juros mais elevados para comprar os papéis brasileiros. No caso dos papéis de dez anos, as taxas ficaram próximas dos níveis observados antes da pandemia de coronavírus.

Foto: iStockphoto/Getty Images

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp