img-tag

Ser Educacional desiste de comprar faculdades da Ânima no Nordeste

Ativos faziam parte de um acordo entre as companhias, firmado na transação da aquisição da Laureate Brasil.

Equipe TradeMap
Equipe TradeMap
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A Ser Educacional (SEER3) comunicou ao mercado nesta terça-feira, 06, que desistiu da aquisição de três ativos da Ânima Educação (ANIM3) localizados no nordeste, 

Os ativos são a Faculdade Internacional da Paraíba (FPB), o Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG) e o Cedepe Business School. Eles haviam sido negociados pela Ânima por R$ 180 milhões, em 29 de dezembro.





Os prédios faziam parte do acordo firmado entre a Ser Educacional e a Ânima na transação de aquisição da Laureate Brasil. Os dois grupos educacionais disputavam a operação brasileira do grupo americano, que ficou com a Ânima.

De acordo com comunicado enviado ao mercado, o distrato “foi celebrado de forma amigável e por mútuo acordo, com outorga de quitação geral de parte a parte”. 

Com isso, a Ânima permanece detentora de 100% dos ativos brasileiros do Grupo Laureate. 

Já a Ser Educacional informa que “seguirá com sua estratégia focada em construir seu ecossistema de ensino superior, combinando iniciativas de crescimento orgânico com aquisições”. 

A disputa 

Quando os dois grupos educacionais disputavam a operação brasileira do Grupo Laureate, a Ser fez uma oferta inicial e não concordou com a venda final para a Ânima, por isso entrou com uma ação judicial e arbitral. 





Após um período de discussões, as partes fizeram um acordo, em que a Ser retirou as queixas e, em contrapartida, teria preferência de venda de cinco instituições de ensino da Laureate: centros universitários UniRitter e Fadergs, em Porto Alegre, e IBMR, no Rio, Faculdade Internacional da Paraíba (FPB), Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG) e Cedepe Business School. 

Em relação às faculdades do Sul e Sudeste, não houve interesse por parte da Ser, e mesmo as unidades do Nordeste não eram uma certeza. 

Isso porque logo após o fechamento do acordo judicial a Ser abriu mão desses ativos e optou por receber essa indenização em dinheiro, ou seja, R$ 180 milhões. 

Ainda assim, a Ânima prorrogou o prazo para a Ser exercer o direito de comprar essas faculdades, isso no último dia útil do ano passado. Mas agora o distrato do acordo aconteceu.

Leia também:   Cade recomenda fusão da Localiza e da Unidas mediante "remédios estruturais"

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais