Raízen compra 50% da B&R por US$ 130 milhões

Além da aquisição, a companhia celebrou dois novos acordos para a venda de 460 milhões de litros de E2G

Raízen (divulgação)
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Raízen (RAIZ4) anunciou nesta terça-feira, 10, a aquisição de 50% da paraguaia B&R, por meio de sua subsidiária Raízen Energia, pelo valor de US$ 130 milhões. 

De acordo com o comunicado ao mercado, do total, US$ 40 milhões serão pagos na data de fechamento da transação, enquanto os outros US$ 90 milhões restantes serão pagos em 5 parcelas anuais. 



Vale destacar que o montante ainda poderá sofrer ajustes usuais para este tipo de operação. 

A adquirida é líder no mercado de distribuição de combustíveis no Paraguai, contanto com uma rede de 350 postos revendedores.  

Como parte da compra, a Raízen sublicenciará o direito de uso da marca Shell para a B&R. Assim, os postos da rede passarão a operar progressivamente sob a bandeira Shell.  



Além disso, na conclusão da transação, será assinado também um Acordo de Acionistas (AA) entre os atuais acionistas da B&R e a compradora, que regulará as relações das participações. 

Conforme o AA, a Raízen Energia poderá indicar a diretoria executiva e a maioria dos membros do conselho de administração da adquirida, além de ter direito a um dividendo preferencial, dependendo da performance financeira do negócio.  

Assim que terminada, a compra irá marcar a entrada da Raízen no mercado de Marketing & Serviços do Paraguai, integrando sua plataforma de operações na América do Sul. 

A conclusão da aquisição está sujeita ao cumprimento de condições suspensivas, incluindo a segregação e inclusão de determinados ativos da B&R. 

Acordos de venda 

Além da aquisição, a companhia informou que celebrou dois novos acordos para a venda de 460 milhões de litros de etanol celulósico (E2G) com entrega nos próximos 9 anos.  

Com os novos acordos, o volume total de E2G já comercializado pela empresa atinge a marca de aproximadamente 1 bilhão de litros, que serão produzidos em plantas a serem instaladas em seus Parques de Bioenergia. 

É importante ressaltar que a Raízen é atualmente o único player global com capacidade produção de etanol celulósico em escala comercial. 

Assim, a celebração destes acordos reflete a crescente demanda por fontes de energia mais limpa que contribuam para a descarbonização da matriz energética mundial. 

 Foto: Raízen/Divulgação

Leia também:   Auxílio Brasil, PEC dos Precatórios e Livro Bege nos EUA: o que você precisa saber para investir hoje

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais