Petrobras registra prejuízo de R$ 48,5 bilhões no primeiro trimestre

Sede da Petrobras, foto de Gisele Federicce

A Petrobras apresentou um prejuízo líquido de R$ 48,5 bilhões no primeiro trimestre de 2020, revertendo o lucro líquido de R$ 4,031 bilhões atingidos no mesmo período do ano passado.

Em nota, a estatal atribuiu o prejuízo ao “impairment proveniente da revisão das premissas de longo prazo para o Brent frente ao novo cenário mundial”.

De acordo com a companhia, o resultado negativo também se deve aos impactos pela queda do Brent e pelas perdas com variação cambial decorrentes da forte desvalorização do real frente ao dólar.

“Estes fatores foram atenuados por maiores volumes de exportação, maiores margens nos derivados, menores despesas, incluindo gastos gerais e administrativos, exploratórios e tributários, bem como ganhos com hedge”, informou.

Desconsiderando os efeitos especiais, principalmente impairment e ágio na recompra de bonds, a Petrobras informou que o prejuízo para o período somou R$ 4,6 bilhões.

Por conta disso, as despesas operacionais da petroleira dispararam 569% no primeiro trimestre de 2020, passando de R$ 11,3 bilhões para R$ 75,6 bilhões.

A receita de vendas da companhia foi de R$ 75,4 bilhões no trimestre, crescimento de 6,5% na comparação anual e queda de 7,7% em relação aos três últimos meses de 2019. Segundo a Petrobras, esse resultado ocorreu devido à queda do Brent e ao menor volume de venda de derivados no mercado interno, com destaque para diesel, gasolina e QAV.

“Estes produtos foram os mais afetados pelos impactos das medidas de isolamento social implementadas devido à Covid-19 a partir do mês de março”, ressaltou a Petrobras.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado teve uma expansão de 36% frente ao 1T19, para R$ 37,504 bilhões.

Veja mais detalhes!

Pelo TradeMap Premium é possível analisar os dados financeiros e de mercado de qualquer companhia listada na bolsa de valores (incluindo ativos americanos). Acesse o Portal TradeMap, clique uma vez no papel e estude os indicadores!

Foto: Gisele Federicce

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp

Assine a nossa Newsletter!