Petrobras corta preço da gasolina nas refinarias em 15% a partir de hoje

AGÊNCIA PETROBRAS - STÉFERSON FARIA

A Petrobras informou que a partir desta quarta-feira, 25, o preço médio da gasolina em suas refinarias será reduzido em 15%. Enquanto ao diesel, a companhia disse que manterá o mesmo valor.

Os cortes acontecem em meio ao cenário de baixa dos preços internacionais de petróleo nas últimas semanas. Ontem, o barril do tipo Brent operava em cerca de US$ 27.

Na semana passada, a Petrobras já havia informado redução de 12% na gasolina e de 7,5% no litro do diesel.

Com isso, a queda acumulada de gasolina da Petrobras somará cerca de 40% apenas neste ano, de acordo com informações da estatal e cálculos da Reuters. Já o preço do diesel acumula recuo de, aproximadamente, 30% em 2020 até o momento.

No ano, a companhia já fez oito reajustes nos preços da gasolina e sete cortes nos preços do óleo diesel nas refinarias.

Brent em queda

Em 2020, os preços do petróleo do tipo Brent já caíram cerca de 60%, com uma queda da demanda por conta da pandemia do Covid-19 e o aumento da oferta depois que a Rússia e a Arábia Saudita não chegaram a um acordo para reduzir a produção da commodity.

Para Thadeu Silva, chefe da área de óleo e gás da consultoria INTL FCStone, a queda do mercado internacional foi ainda mais brusca do que a repassada da Petrobras aos clientes, disse ele à Reuters.

Segundo ele, o movimento pode ser encarado como uma cautela, já que a companhia não tem como prever o comportamento do mercado nos próximos dias.

“Tem ainda uma quantia boa represada de reajuste que dá para fazer, eu acho que a Petrobras vem adotando uma estratégia de suavizar o movimento, porque ela não sabe se o preço ‘rebota’ daqui a dois dias, o mercado está muito volátil”, disse.

Ibovespa

Às 10h36, os papéis preferenciais da Petrobras (PETR4) subiam 2,49%, a R$ 13,58, no pregão desta quarta-feira. Acompanhe a cotação em tempo real com o TradeMap.

Petrobras (PETR4), às 10h36, no TradeMap
Petrobras (PETR4), às 10h36, no TradeMap

Foto: Stéferson Faria/Agência Petrobras

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp