Natura&Co registra prejuízo de R$ 392 milhões no segundo trimestre

Natura, foto divulgação

A Natura&Co apresentou um prejuízo líquido de R$ 392 milhões no segundo trimestre deste ano, frente resultado positivo de R$ 54 milhões no mesmo período de 2019. Os números foram influenciados pela pandemia de covid-19 sobre suas vendas e um ataque hacker sofrido pela controlada Avon.

Em nota, a empresa afirmou que o “efeito de faseamento do incidente cibernético sobre as vendas” foi se cerca de R$ 450 milhões, “já capturados no terceiro trimestre”.

De acordo com a Reuters, o valor corresponde à receita que teria sido capturada entre abril e junho de 2020 caso não tivesse o incidente cibernético.

Enquanto isso, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 652 milhões, cifra 25,4% inferior frente ao segundo trimestre do ano anterior. Já a receita líquida da Natura&Co caiu 12,7% na mesma base comparativa, para cerca de R$ 7 bilhões.

Segundo a companhia, as vendas de comércio eletrônico subiram 225% na comparação anual. Além disso, a Natura&Co também afirmou que vai relançar a marca Avon no terceiro trimestre “com um novo modelo comercial”.

Veja mais detalhes!

Pelo TradeMap Premium é possível analisar os dados financeiros e de mercado de qualquer companhia listada na bolsa de valores (incluindo ativos americanos).

Clique aqui e conheça nossos planos!

Foto: Divulgação

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp