Mercado prevê retração de 3,76% no PIB deste ano, informa Boletim Focus

Em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 4, aponta que o mercado prevê uma retração ainda mais grave do Produto Interno Bruto (PIB) para 2020.

Na semana passada, a previsão era de que a economia brasileira sofresse uma contração de 3,34% para este ano, mas agora a projeção é de que haja uma queda de 3,76%.

Com isso, é a 12ª semana consecutiva em que o PIB sofre corte, refletindo o aumento dos receios quanto aos impactos da pandemia sobre a economia global.

A taxa básica de juros também passou por mudanças. Segundo o relatório do Banco Central, a expectativa é de que a Selic fique em 2,75% ao ano no final de 2020, ante estimativa de taxa em 3% na semana passada.

Para 2021, os economistas esperam que a Selic fique em 3,75% ao ano, enquanto a projeção anterior era de 4,25%.

A projeção para a inflação brasileira, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 2,20% para 1,97% em 2020. Para o próximo ano, o mercado prevê que o IPCA fique em 3,30%, ante expectativa de 3,40% na semana passada.

Vale lembrar que a meta de inflação a ser perseguida pelo BC é de 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% para 2022, sempre com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Por último, a expectativa do dólar no final deste ano subiu de R$ 4,80 para R$ 5. Em 2021, a projeção também aumentou de R$ 4,55 para R$ 4,75.

Foto: IstoÉ Dinheiro

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp