Mercado piora estimativa para economia brasileira e prevê retração de 3,34% do PIB em 2020

BC, foto de Ueslei Marcelino - Reuters

O Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 27, aponta que os economistas consultados pelo Banco Central cortaram a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) pela 11ª semana consecutiva.

Segundo o relatório, o PIB pode sofrer retração de 3,34% em 2020, enquanto na semana passada a previsão era de queda de 2,96%. Para 2021, a expectativa passou de crescimento de 3,10% para 3%.

A redução reflete o impacto financeiro causado pela pandemia do novo coronavírus no mundo, ocasionando em fechamentos de fábricas e comércios para evitar a propagação do vírus.

Em relação à taxa básica de juros, os economistas consultados pela instituição financeira esperam que a Selic fique em 3%, mesma estimativa da semana anterior.

Para o ano que vem, a previsão é de que a Selic fique em 4,25%, ante projeção de 4,50% na semana passada.

Enquanto isso, as estimativas para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 2,23% para 2,20% em 2020. Para o próximo ano, o relatório aponta a mesma projeção de 3,40%.

A meta de inflação a ser perseguida pelo BC é de 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% para 2022, sempre com intervalo de tolerância de 1,5% para cima ou para baixo.

Por último, o dólar teve a projeção mantida em R$ 4,80 neste ano. Em 2021, a estimativa é de que o câmbio fique em R$ 4,25.

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp