Impulsionado por e-commerce, Via Varejo registra lucro de R$ 336 mi no 4º trimestre

No acumulado de 2020, a companhia teve um lucro líquido contábil de R$ 1 bilhão

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Saindo de prejuízo para um cenário positivo no quarto trimestre de 2020, a Via Varejo, dona das marcas Casas Bahia e Ponto Frio, reportou um lucro líquido de R$ 336 milhões. Durante o mesmo período de 2019, a varejista havia apresentado um prejuízo de R$ 875 milhões.

Essa mudança ocorreu devido ao salto do comércio eletrônico, além da reabertura das lojas físicas, que aceleram ganhos de produtividade.





No acumulado de 2020, a companhia teve um lucro líquido contábil de R$ 1 bilhão, enquanto no ano cheio de 2019 havia reportado perda de R$ 1,4 bilhão.

Enquanto isso, a receita líquida da Via Varejo foi de R$ 9,47 bilhões nos últimos três meses do ano passado, expansão de 24,4% em relação ao 4º trimestre de 2019. Em 2020, o indicador atingiu o patamar de R$ 28,9 bilhões, cifra 12,7% superior frente a 2019 – mesmo com a pandemia de Covid-19, que deixou 80% das lojas fechadas durante pelo menos um trimestre.

“As restrições de horários e funcionamento em algumas regiões, inclusive orientações de lockdown em diversos estados brasileiros, por conta do cenário de pandemia, impactaram o desempenho das lojas físicas no trimestre. Mesmo assim, apresentamos um crescimento positivo nas vendas mesmas lojas de 6,1% no 4T20, com aumento total de vendas de 5,6%”, destacou a empresa. Já a fatia das vendas digitais subiu de 24% para 38%.

Dessa forma, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado passou de um resultado negativo de R$ 35 milhões para um nível positivo de R$ 545 milhões, com a margem ajustada saindo de -0,5% para 5,8%.

Leia também:   Hermes Pardini compra laboratório no Pará por R$ 127 mi

No ano a ano, o Ebitda ajustado subiu 171,1%, passando de R$ 1,076 bilhão para R$ 2,917 bilhões.

Outro ponto que a varejista destacou em seu resultado divulgado nesta terça-feira, 2, foi o total vendido na plataforma da VVAR em 2020. O GMV (Gross Merchandise Value) alcançou R$ 38,8 bilhões, avanço de 21 pontos percentuais em comparação com o ano anterior. Desse total, 48,5% correspondem às vendas online.





Para 2021, a Via Varejo planeja abrir pelo menos 120 lojas físicas, com foco em cidades do Norte e Nordeste do país.

Para saber mais detalhes sobre o resultado da companhia, acesse o TradeMap Web e veja a Lâmina de Empresa da VVAR3.

Foto: Via Varejo

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp