Ibovespa sobe 1,34%, Fed mantém juros próximos a zero, temporada de balanços financeiros e o que move o mercado

DepositPhotos Mercado
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Ibovespa, principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), encerrou em forte alta de 1,34% nesta quarta-feira, 28, aos 126.285,59 pontos. 

O indicador passou a subir após o presidente do Federal Reserve (banco central dos EUA), Jerome Powell, trazer um tom mais dovish em seu discurso, ou seja, propenso a manter a política monetária ultraestimulativa por mais tempo. 

Powell reiterou que a elevação dos juros ainda não está no radar do BC americano e que o país está ainda distante do progresso substantivo em emprego.  

A autoridade monetária decidiu unanimemente manter a taxa de juros americana próxima do zero, entre 0% e 0,25%. 

O executivo ainda declarou que a inflação vem subindo por fatores transitórios, pois está sendo pressionada por setores específicos ligados à reabertura da economia, portanto, podendo se ajustar em breve, levando a um novo equilíbrio. 

Em seu discurso, também minimizou as preocupações acerca de que o avanço da variante delta do coronavírus possa prejudicar a recuperação econômica do país. 

Em Wall Street, o índice Dow Jones recuou 0,36%, a 34.930 pontos. O S&P 500 reportou uma queda leve de 0,02%, a 4.400 pontos. 

Enquanto isso, o indicador de tecnologia Nasdaq cresceu 0,7%, 14.762,58 pontos. 

dólar à vista recuou 1,26%, encerrando o dia a R$ 5,1104, sendo a baixa percentual mais forte desde o dia 14 de julho, quando a moeda norte-americana caiu 1,87%, para 5,0855 reais. 

Já o dólar futuro com vencimento para agosto registrou queda de 1,13%, negociado a R$ 5,112 no after-market. 

Além disso, tanto lá fora quanto internamente, os resultados corporativos acima do esperado animaram o mercado, com as perspectivas de um segundo trimestre bem melhor.  

Tanto as empresas de commodities quanto os bancos subiram forte no pregão de ontem. 

O Santander Brasil (SANB11) reportou excelente resultado, crescendo 98,4% em um ano, para R$ 4,17 bilhões. Seu resultado impulsionou todos os outros bancos, com os investidores acreditando na divulgação de bons números também.  

Agenda Econômica 

Para esta quinta-feira, 29, a agenda econômica reserva os indicadores de sondagem do comércio e de serviços da Fundação Getúlio Vargas (FGV), além da divulgação do IGP-M.  

Para os resultados corporativos, teremos a divulgação do CESP (CESP6), GOL (GOLL4), Ecorodovias (ECOR3), Fleury (FLRY3), Grendene (GRND3), ISA CTEEP (TRPL4) e Localiza (RENT3).  

Lá fora, teremos a prévia do Produto Interno Bruto (PIB) e a divulgação dos pedidos de auxílio desemprego dos Estados Unidos. 

Na Alemanha, sairá a prévia do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) harmonizado. 

Foto: DepositPhotos

Leia também:   Fundos de criptomoedas crescem no Brasil e vão além do Bitcoin; conheça vantagens e riscos desses ativos

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Horas
Min.
Seg.

Não vá ainda...
Olha só o que tá rolando!

Popup Banner Black Week 3 1