Exportações e importações da China sobem em junho, diz agência

China, foto de Reuters

As exportações e importações da China apresentaram uma expansão inesperada em junho na comparação com o mesmo período de 2019, aponta a Agência Estado.

De acordo com a agência, os números refletiram principalmente um aumento nas demandas externa e interna, à medida em que o país conseguiu controlar parcialmente a pandemia do novo coronavírus e algumas nações desenvolvidas iniciaram o processo de reabertura do comércio.

Segundo informações da Administração Geral de Alfândegas da China, as exportações avançaram 0,5% em junho, ante um recuo de 3,3% em maio. O resultado surpreendeu os economistas consultados pelo The Wall Street Journal, que esperavam um declínio anual de 4,3% para o período reportado.

Enquanto isso, as importações aumentaram 2,7% no mês passado, após apresentarem um tombo de 16,7% em maio. As expectativas do mercado eram de queda de 10%.

O superávit comercial chinês em junho ficou em US$ 46,42 bilhões, volume expressivamente menor do que o superávit de US$ 62,93 bilhões em maio e abaixo também da expectativa de economistas, que era de US$ 59,30 bilhões, ressaltou a Agência Estado.

Foto: Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp