Expectativa para inflação neste ano sobe pela 14ª vez seguida, mostra Boletim Focus

Para 2021, a expectativa do IPCA também subiu, passando de 3,17% para 3,22%

Inflação - iStock Photos

Os agentes do mercado financeiro projetam que a inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fique em 3,25% neste ano, enquanto a última leitura apontava para uma alta de 3,20% – crescimento de 0,05 ponto percentual na comparação semanal e 14ª correção para cima.

Aprenda tudo o que você precisa saber para atuar com segurança e conhecimento no mundo dos investimentos com o curso Investidor Fundamentado, da Helô Cruz (CFA)

Para 2021, a expectativa também subiu, passando de 3,17% para 3,22% – avanço de 0,05 ponto percentual.

Vale lembrar que a meta de inflação a ser perseguida pela autarquia monetária é de 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% para 2022, sempre com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 16, pelo Banco Central do Brasil e fazem parte do Boletim Focus, publicado toda segunda pela autarquia monetária com projeções dos principais indicadores do país.

Enquanto isso, a estimava do mercado para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2020 subiu de -4,80% para -4,66%, vindo de um piso de -6,54% atingido no final de junho.

Já para o próximo ano, a previsão dos agentes consultados pelo BC foi mantida em 3,31%, após duas reduções seguidas.

A taxa básica de juros ficou com a mesma projeção para 2020, no patamar de 2% ao ano, mesmo nível há 20 semanas. Para ano que vem, o mercado também manteve a estimativa da Selic em 2,75% ao ano.

Por último, a expectativa para o dólar no final deste ano caiu de R$ 5,45 para R$ 5,41. Já para 2021, a projeção permaneceu em R$ 5,20.

banner curso helo2

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp