Estapar levanta R$ 345,3 milhões em IPO

Estapar, foto de Marcelo Justo/Folhapress

No meio de uma crise provocada pela pandemia de Covid-19, a rede de estacionamento Estapar, controlada pela Allpark, fechou na última quarta-feira, 13, uma captação de R$ 345,3 milhões com uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

O preço por papel foi definido em R$ 10,50, no piso da faixa indicativa, que variava até R$ 13.

Os recursos levantados serão destinados para financiar parte dos investimentos da concessão de 15 anos da Zona Azul de São Paulo. O restante do dinheiro para essa operação virá de outras fontes de financiamento, como crédito bancário.

A Estapar ganhou a licitação no final do ano passado, mas o Ministério Público questiona o processo na Justiça. Em meio ao cronograma, a companhia decidiu levar o IPO a diante – mesmo com a crise do novo coronavírus.

“Parte relevante de nossas operações são conduzidas por meio de concessões públicas. A perda dessas concessões pode afetar de forma negativa as nossas receitas e a capacidade de operar nosso negócio”, disse a empresa em nota.

O banqueiro do BTG Pactual, André Esteves, é o maior acionista da Estapar, com 47,7% de participação do capital. A companhia também tem como acionistas a Equity International e um fundo da gestora Crescera.

As ações da Estapar estreiam na sexta-feira na bolsa brasileira, sob o código ALPK3.

Os bancos coordenadores da oferta são:

  • BTG Pactual
  • Bradesco BBI
  • Santander
  • BB Investimentos

Foto: Marcelo Justo/Folhapress

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp