Cosan anuncia proposta por porto e criação de joint venture

Essa operação faz parte de uma nova estratégia de investimentos pela Cosan, que utilizará recursos próprios e, eventualmente, também de terceiros

Cosan (Divulgação)
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A Cosan comunicou na última segunda-feira, 23, que fechou uma proposta vinculante para a aquisição de 100% das operações do porto de São Luís, no Maranhão, por R$ 720 milhões.

De acordo com o documento entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na véspera, a celebração do acordo ocorreu por meio da Atlântico Participações, sua controlada, com o grupo China Communications Construction Company Limited (CCCC), acionista controlador do porto, e com os demais acionistas minoritários.



Essa operação faz parte de uma nova estratégia de investimentos pela Cosan, que utilizará recursos próprios e, eventualmente, também de terceiros. Para isso, a companhia decidiu começar pelo segmento de mineração e logística.

Leia também:   CCR assina contrato de concessão de nove aeroportos no Sul do país

Contudo, a compra ainda está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, o que inclui aprovações de autoridades chinesas.

Joint Venture

No mesmo documento, a Cosan informou que fechou um acordo com o Grupo Paulo Brito, controlador da Aura Minerals (AURA33), para a formação de uma joint venture para exploração de minério de ferro, que deverá ser ecoado pelo porto. A parceria também ocorreu por meio da Atlântico.



O memorando prevê que a sua subsidiária deterá 37% do capital total e controle compartilhado da nova companhia, com 50% das ações ordinárias.

“A Cosan ingressa com um parceiro estratégico em um novo ramo de negócios, contribuindo sua expertise logística portuária e de gestão”, destacou a empresa em nota.

A nova companhia, comandada por Juarez Saliba de Avelar (CEO), será a JV Mineração, uma empresa integrada de mineração e logística. Ela possuirá, além do porto, direitos de exploração de ativos minerários em três projetos minerais localizados no Pará, com potencial importante de reservas de minério de ferro.

Leia também:   Petrobras: produção cai 4,1% no 3º trimestre, mas sobe 1,2% na comparação com abril a junho

Com início de operação previsto para 2025, o primeiro projeto mineral a ser explorado pela JV Mineração está localizado próximo a Paraupebas (PA), na região de Carajás.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais