Conselho da Profarma aprova IPO da controladora d1000

Farmácia, foto de Russell Cheyne/Reuters

O conselho de administração da Profarma aprovou a realização de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da d1000 Varejo Farma Participações, que concentra os ativos da companhia.

→ Leia também: Como funciona o processo de abertura e fechamento de capital?

De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta consistirá na distribuição inicial de 23.536.205 de novos ativos ordinários de emissão da d1000.

“O preço por ação será fixado pelo conselho de administração da d1000 após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento junto a investidores institucionais (procedimento de bookbuilding), a ser realizado pelos coordenadores da oferta”, informou a empresa em nota.

Mesmo com a oferta, a Profarma continuará com o controle da holding, sendo titular de mais de 50% das ações ordinárias.

O que é bookbuilding?

De um modo resumido, o bookbuilding é o processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado.

Dessa forma, a empresa que pretende abrir capital ou fazer novas ofertas deve saber qual a intenção de compra dos acionistas e chegar a um preço razoável para o IPO ou follow on. Leia mais.

Foto: Russell Cheyne/Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp