Boa Safra protocola registro de IPO

Boa Safra Sementes Divulgação

A Boa Safra Sementes protocolou na última quinta-feira, 22, o registro para realizar sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na bolsa brasileira perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Ao contrário da maioria das empresas que abriram capital neste ano, a operação contará apenas com oferta primária, ou seja, quando os recursos levantados vão direto para o caixa da companhia.

No prospecto preliminar entregue à CVM, a Boa Safra Sementes afirmou que o dinheiro proveniente do IPO será destinado para o crescimento inorgânico por meio de aquisições estratégicas, além de um reforço para o capital de giro.

Datas como o início e encerramento do procedimento de bookbuilding, assim como também o dia em que as novas ações serão negociadas na bolsa ainda estão pendentes.

A oferta será coordenada pela XP Investimentos.

Quem é a Boa Safra?

Fundada há mais de 40 anos, a Boa Safra é uma empresa de produção de sementes com atuação em estados representando 80% do território nacional.

No prospecto, a companhia afirma que é a líder de mercado com cerca de 6,5% de market share – número estimado com base em dados divulgados pela CONAB com relação à área plantada e no volume de vendas da companhia por estado.

Nos nove primeiros meses de 2020, a empresa apresentou uma receita líquida de R$ 356,3 milhões, ante R$ 199,7 milhões no mesmo período do ano anterior. Além disso, a Boa Safra também reverteu o prejuízo reportado há 12 meses e obteve um lucro líquido de R$ 31,5 milhões.

Foto: Divulgação

 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp