BC corta projeção do PIB para zero em meio à pandemia do Covid-19

Fachada do Banco Central do Brasil

O Banco Central informou nesta quinta-feira (26) que, em meio ao impacto econômico ocasionado pela pandemia do Covid-19, a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) foi reduzida de 2,2% em dezembro de 2019 para zero neste ano.

Segundo o Relatório de Inflação, a alteração da projeção está associada, principalmente, a impactos econômicos expressivos decorrentes do coronavírus.

“Adicionalmente, resultados abaixo do esperado em indicadores econômicos no final de 2019 e início de 2020 afetaram a expectativa de desempenho da atividade no primeiro trimestre. Em termos de trajetória, a projeção para o PIB anual considera recuo acentuado do PIB no segundo trimestre, seguido de retorno relevante nos últimos dois trimestres do ano”, afirmou o BC.

De acordo com o relatório, no âmbito da oferta, o crescimento esperado da agropecuária foi mantido em 2,9%, refletindo melhora nos prognósticos para a safra de grãos.

Por outro lado, a estimativa para a variação do setor industrial foi reduzida de 2,9% para -0,5%, “com perspectiva de menor crescimento em todas as atividades em função dos efeitos do surto de Covid-19”.

Para ler o relatório completo do Banco Central, clique aqui.

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters