B3 lucra R$ 1,025 bilhão, alta de 69,1%

B3

A B3 apresentou um lucro líquido de R$ 1,025 bilhão no primeiro trimestre de 2020, o que representa um crescimento de 69,1% frente ao mesmo período do ano passado, quando reportou R$ 606 milhões. Em termo recorrentes, a companhia teve um lucro de R$ 1,157 bilhão, cifra 57% maior.

“Os altos volumes transacionados em nossos mercados, decorrentes da volatilidade intensa no trimestre, foram traduzidos em sólido desempenho financeiro e forte geração de caixa”, disse em nota o vice-presidente financeiro e de relações com investidores da B3, Daniel Sonder.

Enquanto isso, a receita líquida da empresa foi de R$ 1,905 bilhão nos três primeiros meses de 2020, expansão de 38,2% sobre a base anual. O resultado foi impulsionado pelo segmento de renda variável.

Dessa forma, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 1,569 bilhão no período, um crescimento de 61,6% ante o primeiro trimestre de 2019. A margem Ebitda disparou 12 pontos percentuais, a 82,4%.

Resumo dos principais números da B3
  • Lucro líquido: 1,025 bilhão (+ 69,1%)
  • Receita líquida: R$ 1,905 bilhão (+ 38,2%)
  • Ebitda: R$ 1,569 bilhão (+ 61,6%)
Ibovespa

Às 11h, os papéis ordinários da B3 (B3SA3) subiam 4,02% no pregão desta sexta-feira (15). Acompanhe a cotação em tempo real com o TradeMap.

Veja mais detalhes!

Pelo TradeMap Premium é possível analisar os dados financeiros e de mercado de qualquer companhia listada na bolsa de valores (incluindo ativos americanos). Acesse o Portal TradeMap, clique uma vez no papel e estude os indicadores!

Foto: Rafael Von Zuben/B3

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp