Apesar da volatilidade, Ibovespa consegue fechar em alta

Enquanto isso, dólar registra alta de 0,81%, sendo cotado a R$ 5,64

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Ibovespa, principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), conseguiu fechar em alta de 0,11% nesta quarta-feira, 07, a 117.623,58 pontos, após altas e baixas durante o dia. 

Durante o pregão, o índice alcançou 118.303,28 pontos em sua máxima intradiária. Na mínima, chegou a 116.747,95 pontos. 

O indicador foi influenciado positivamente pelo avanço dos papéis da Vale (VALE3), que foram amparados pela alta dos preços do minério de ferro na Bolsa de Dalian frente à projeção de crescimento mais acelerados dos Estados Unidos e da China. 





Enquanto isso, o dólar à vista teve crescimento de 0,81%, sendo cotado a R$ 5,6469.  

Em seu melhor momento durante o pregão, a moeda atingiu R$ 5,6625. 

Pela manhã, a moeda norte-americana caía em comparação com o real, mas trocou de sinais após o presidente Jair Bolsonaro dizer que o aumento de 39% no preço do gás anunciado pela Petrobras nesta semana é “inadmissível”

Leia também:   Varejo e indústria se recuperam em março nos Estados Unidos

Já o dólar futuro para maio registrou alta de 0,78%, a R$ 5,643 no after market

Além disso, as atenções se voltaram para a lentidão na vacinação contra o Covid-19 e para o Orçamento, que segue sendo motivo de discussão entre o Congresso e o Governo Federal. 

Esta falta de definição sobre o Orçamento público de 2021 impacta negativamente o mercado.  

Ao passo em que a discussão do texto superou 3 meses de atraso no Congresso, o governo enviou um projeto de lei para flexibilização de um trecho da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a fim de assegurar que ocorra reedição do Benefício Emergencial. 

O leilão da Infra Week continua influenciando o mercado e chamando a atenção dos investidores. 

Já a Câmara aprovou o texto principal do projeto de lei que flexibiliza regras para que empresas privadas realizem a aquisição e aplicação de vacinas contra a covid-19. 





Leia também:   LG Informática decide interromper IPO por até 60 dias

Nos Estados Unidos, as autoridades do Federal Reserve, Banco Central do país, avaliaram em ata uma notaram melhora na economia, mas permanece longe dos objetivos de longo prazo do banco e será necessário um progresso maior para que sejam promovidas alterações nas políticas econômicas.  

Principais índices dos EUA com poucas alterações

índice S&P fechou com leve alta de 0,15% após ata do Fed, aos 4.079. 

Nasdaq fechou em 13.688 pontos, uma queda de 0,07%. 

Já o Dow Jones cresceu 0,05%, a 33.446 pontos. 

O mercado europeu fecha com estabilidade 

Ações de tecnologia perdem 0,9%, enquanto bancos avançam 0,6%. 

O índice STOXX 600 caiu 0,1%.  

As ações de saúde recuaram 0,8%, uma das maiores perdas dos setores. 

O índice britânico FTSE 100 teve aumento de 0,9% frente a uma libra mais fraca. 





Enquanto isso, o índice de midcaps focado internamente chegou a uma máxima recorde após a distribuição de vacinas da Moderna contra a Covid-19 no Reino Unido. 

Leia também:   Banco do Brasil anuncia interrupção do IPO do Banco BV

Bolsas asiáticas fecham sem direção única.

O índice japonês Nikkei registrou ganho de 0,12% em Tóquio, a 29.730,79 pontos. 

O índice sul-coreano Kospi cresceu 0,33% em Seul, a 3.137,41 pontos. 

Na China continental, bolsas têm leves quedas

O Xangai Composto recuou 0,10%, a 3.479,63 pontos.  

Shenzhen Composto caiu 0,36%, a 2.258,11 pontos.  

Em Hong Kong, o Hang Seng teve diminuição de 0,91%, a 28.674,80 pontos. 

Na Oceania, a bolsa australiana atingiu o maior nível em quase 13 meses, sendo que as ações petrolíferam lideraram as altas. 

Em Sydney, o S&P/ASX 200 cresceu 0,61%, a 6.928,00 pontos. 

Foto: Ibovespa/Divulgação

Tags:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp