AIE prevê queda histórica na demanda de petróleo em 2020

Petróleo, foto de Reuters

A Agência Internacional de Energia (AIE) projetou nesta quarta-feira, 15, uma queda de 29 milhões de barris por dia na demanda por petróleo em abril. Segundo o órgão, os cortes na produção não poderão compensar totalmente a queda do mercado no curto prazo.

Já para o ano cheio, a AIE estimou uma queda de 9,3 milhões de bpd na demanda.

Os futuros do petróleo Brent, referência internacional, caíam cerca de 4% pouco após a divulgação do relatório mensal da agência.

“Ao reduzir o pico do excesso de oferta e achatar a curva de crescimento dos estoques, eles ajudam um sistema complexo a absorver o pior da crise”, informou a AIE em nota.

Contudo, a agência prevê uma recuperação no segundo semestre em meio às medidas adotadas para conter a pandemia do novo coronavírus e apoiar a economia. De acordo com a AIE, o retorno a uma demanda normal será “progressivo”.

“Não há um acordo viável que possa cortar oferta o suficiente para compensar tais perdas de demanda no curto prazo. No entanto, o acordo da semana passada é um sólido início”, ressaltou a AIE sobre o termo acordado entre a Opep+ no último domingo.

Foto: Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp