Ibovespa sobe 1,72% após fala de Bolsonaro, indicadores econômicos, cenário político e o que move o mercado hoje

Foto: Marivaldo Oliveira/Estadão Conteúdo

Logo Trademap

Por:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Por:

Apesar de passar grande parte do dia em queda, o Ibovespa, principal indicador da B3, conseguiu encerrar em alta de 1,72% no pregão desta quinta-feira, 09, retornando aos 115.360,86 pontos. 

O mercado melhorou o humor após o presidente Jair Bolsonaro informar em nota oficial que está disposto a manter diálogo, harmonia e independência entre os poderes, afirmando respeito pelas instituições da República. 





Em Wall Street, o Dow Jones fechou em baixa de 0,43%, aos 34.879 pontos. 

Já o S&P 500 recuou 0,46%, a 4.493 pontos, acompanhado pelo Nasdaq, que caiu 0,25%, a 15.248 pontos. 

Por outro lado, o dólar comercial registrou sua maior queda percentual diária desde agosto, recuando 1,96%, cotado a R$ 5,2233 na venda. 

Os investidores ainda estão de olho nos indicadores para tentarem traçar os próximos passos do Banco Central americano, o Fed, em relação à política monetária.  

Os pedidos semanais de seguro-desemprego nos EUA caíram para uma mínima em quase 18 meses, dissipando temores de uma desaceleração da recuperação econômica. 





O número de solicitações chegou a 310 mil na semana encerrada em 4 de setembro, uma queda de 35 mil pedidos em relação ao nível revisado da semana anterior, de acordo com o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos.  

Esse é o menor nível registrado desde 14 de março de 2020, quando os pedidos atingiram a marca de 256 mil. 

Entretanto, apesar de positivos, os dados também alimentaram os receios de que o Fed possa vir a reduzir os estímulos mais cedo.  

Para essa sexta-feira, 10, os investidores continuarão de olho no cenário político-institucional por aqui, além do desenrolar do movimento de paralisação dos caminhoneiros e do andamento da inflação 

Vale lembrar que ontem foi divulgado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que reportou uma expansão de 0,87% frente ao mês imediatamente anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

O resultado veio acima do esperado pelos economistas consultados pela Refinitiv, que projetavam alta de 0,71% na passagem de julho para agosto de 2021. 

Com as sucessivas altas na inflação, o mercado começa a traçar uma elevação maior na taxa básica de juros na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que acontecerá nos dias 21 e 22 de setembro.  

Agenda Econômica 

Na agenda econômica interna desta sexta-feira, 10, teremos a divulgação das Vendas no Varejo às 09h00 (horário de Brasília).  





Nos Estados Unidos, terá a divulgação do Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês), indicador de inflação que mede a variação nos preços médios recebidos pelos produtores nacionais de bens e serviços. 

Leia também:   Bolsas mundiais caem nesta sexta com retorno da aversão ao risco

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais