Diversificação de carteira: saiba como proteger seus investimentos de riscos

O mercado financeiro é volátil e não temos como antever acontecimentos que podem abalá-lo ou, também, inflá-lo. Por isso, o jeito mais fácil de se proteger contra possíveis impactos é investir em diferentes segmentos ou tipos de investimentos

Diversificação de carteira
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

É sempre importante lembrar que investir no mercado financeiro não é uma tarefa complicada, mas que, ao mesmo tempo, isso exige alguns cuidados. Isso porque os investimentos possuem riscos que podem ser evitados, caso você monte uma estratégia de proteção, como a diversificação dos seus investimentos se sua carteira.

Portanto, antes de começar a aplicar seu dinheiro de fato em algum produto financeiro, é essencial entender esses fatores que podem comprometer seus retornos.

O TradeMap separou este artigo para falar tudo sobre riscos de mercado e qual é o melhor caminho para não dar de cara com eles. Veja só:

  • O que são riscos e como evitá-los?
  • Por que devo diversificar minha carteira?
  • Quais riscos diminuo ao diversificar meu portfólio?
  • Quais são as vantagens de uma carteira diversificada?
  • Como melhorar a rentabilidade por risco da minha carteira?

O que são riscos de investimentos e como evitá-los?

Assim como em qualquer outro aspecto da vida, precisamos separar os melhores componentes na hora de investir para que haja um retorno financeiro satisfatório, certo?

Contudo, quando se trata de mercado financeiro, existem riscos em que os produtos já estão sujeitos por natureza, como inflação, juros, taxa de câmbio e instabilidade política ou econômica.

Essas categorias fazem parte do chamado “risco de mercado”, uma vez que envolvem o mercado como um todo.

Outro conceito conhecido no mercado é o risco de liquidez, que nada mais é, em um português claro, quando um investidor quer vender um ativo e não encontra ninguém interessado em comprá-lo.

Dica: produtos como o Tesouro Selic ou ações de grandes companhias têm alta liquidez, que é o caminho totalmente inverso, ok?

Além desses riscos, também existem outros, como:

  • Diversificável
  • Crédito
  • Legal
  • Operacional

Dessa maneira, é imprescindível ficar sempre alerta no mercado e procurar entender tudo sobre o tipo de investimento que pretende aplicar. Além, é claro, de diversificar suas aplicações.

Por que devo diversificar minha carteira?

Talvez essa seja uma das perguntas mais frequentes para os iniciantes no mercado. Afinal de contas, o que há de tão importante nisso?

Vale ressaltar que o mercado financeiro é volátil e não temos como antever acontecimentos que podem abalá-lo ou, também, inflá-lo. Por isso, o jeito mais fácil de se proteger contra possíveis impactos é investir em diferentes segmentos ou tipos de investimentos.

Imagina se, por acaso, você tivesse somente um tipo de aplicação em sua carteira e um determinado fator externo, como uma pandemia, por exemplo, afetasse o setor desse ativo.

Bom, claro que haveria queda nesse segmento e, consequentemente, o ativo investido poderia sofrer um grande impacto negativo.

Leia também:   Indicadores da Bolsa de Valores: entenda quais são os mais importantes e como você deve analisar balanços

No entanto, se seu portfólio fosse diversificado, ou seja, contasse com outros tipos de investimentos, você estaria mais seguro frente à perda de capital. Isso porque sua carteira poderia ser balanceada.

Em outras palavras, isso significa que a diversificação de investimentos na carteira é tão importante quanto escolher a dedo qual ativo você comprará.

Apesar de ser um pouco claro, muitas pessoas que estão começando a investir, geralmente, compram papéis que estão na “moda” e que não necessariamente terão um bom desempenho a longo prazo. Isso sempre requer estudo e análise, combinado? Veja aqui mais detalhes sobre estratégias voltadas a longo prazo.

Dessa forma, além de ter cuidado quando for comprar algum ativo, é bom ter em mente a importância de aplicar em diferentes papéis.

Vamos ver um exemplo de diversificação de carteira?

Diversificação de carteira
Infográfico sobre diversificação de carteira de investimentos – TradeMap

O exemplo acima mostra como você pode perder o capital investido. Mesmo com previsões de economistas, nunca sabemos quando algum fator pode influenciar o mercado acionário e, dessa forma, devemos tomar medidas preventivas ao nosso alcance.

Quais riscos diminuo ao diversificar minha carteira de investimentos?

Como já abordamos anteriormente, o principal risco que diminuímos ao diversificar é o risco referente a um setor específico. De forma geral, podemos dizer que existem duas categorias:

  • Risco sistemático
  • Risco não sistemático

O risco sistemático é o risco referente ao mercado como um todo, que pode sofrer um colapso e você perder dinheiro em seus investimentos.

Contra esse risco não há nenhum tipo de diversificação possível para proteger sua a carteira, já que, em geral, se refere a crises externas, guerras e por aí vai.

Já o risco não sistemático representa o risco de um setor ou de uma empresa específica que pode passar por algum problema, como por exemplo uma queda no preço do minério de ferro para empresas do setor de mineração.

Esse risco pode ser diminuído em uma carteira de investimentos diversificada, pois o impacto do efeito negativo é diluído entre seus investimentos.

Quais são as vantagens de uma carteira diversificada?

Até agora mostramos as desvantagens de ter somente um ativo em sua carteira, certo?

Bom, você já deve imaginar que ao diversificá-la, logo, você reduzir os riscos de perder o capital investido, não é mesmo?

Mas além da proteger seus investimentos, você também pode potencializar sua carteira, uma vez que a diversificação abrirá outras oportunidades para render seu dinheiro.

Além disso, seu portfólio ficará equilibrado e, mesmo que não obtenha um crescimento tão rápido, é a forma mais indicada para aplicações a longo prazo.

Em falar nisso, você já sabe qual é o seu horizonte de investimento? Essa etapa é fundamental para garantir uma direção e saber qual perfil melhor se adequa com você.

Leia também:   Indicadores da Bolsa de Valores: saiba qual é a importância do balanço patrimonial e de dados de endividamento de uma empresa

Nós preparamos um artigo com esse tema para facilitar ainda mais seu entendimento. Leia no nosso artigo sobre horizonte de investimentos e saiba mais!

Agora que já falamos das vantagens, que tal aprender a como melhorar sua rentabilidade no longo prazo, hein?

Como melhorar a rentabilidade por risco da minha carteira?

Muito provavelmente este seja o passo mais importante, já que você poderá, de fato, colocar a “mão na massa”.

Um dos segredos dos grandes investidores é, justamente, diversificar. Parece óbvio, não? Mas é a verdade. No mercado financeiro você pode encontrar ações, títulos de renda fixa, fundos de investimentos, FIIs, ETFs e uma série de outros exemplos.

Isso porque, com a diversificação, você estará menos sujeito a efeitos pontuais na economia.

Claro que, quanto mais você diversifica, mais aproxima seus retornos aos de mercado, como o Ibovespa, por exemplo. Por outro lado, você pode selecionar ações que julga mais promissoras e manter uma diversificação dentro da sua carteira.

Outro ponto importante é que a diversificação permite ao investidor controlar a volatilidade de seus investimentos:

Um investimento de melhor qualidade não é somente aquele que possui melhor rentabilidade, mas também um investimento que possua uma mesma rentabilidade positiva e menos volátil.

Isso significa que você tem mais segurança sobre seus ganhos ao invés de ter que contar com a sorte.

Estratégias de diversificação de carteira

Uma estratégia muito simples de se fazer isso, por exemplo, é misturar renda fixa e renda variável.

Ao fazer isso você terá, por um lado, um menor risco não sistemático (com seus investimentos em renda fixa) e, por outro, uma melhor rentabilidade (ao menos esperada, com os investimentos em renda variável).

Claro que não queremos dizer que há a necessidade de você ter, pelo menos, uma aplicação em cada título, ok? Temos que ter em mente que existem papéis de todos os tipos para todas as classes de investidores.

Logo, é recomendável que você invista uma certa quantia que não atrapalhe seus outros gastos fixos.

Encontre seus investimentos

No TradeMap você encontrará esses tipos de investimentos separados por segmentos. Dessa forma, você pode acompanhar o mercado e estudar quais papéis serão melhores para compor sua carteira. Gostou da dica? Então baixe ou atualize o maior hub de finanças do Brasil agora mesmo!

 

Confira mais detalhes sobre diversificação com o vídeo que a Bea Aguillar, do Papo de Bolsa, preparou para o nosso canal:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.

Não vá ainda...
Olha só o que tá rolando!

Popup Banner Black Week 3 1