Auxílio permanente, Petrobras no Senado e o que mais você precisa saber para investir bem hoje

Investidores ainda acompanham o ministro Paulo Guedes falando à Câmara sobre movimentações financeiras no exterior

bolsa
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Em um dia de agenda esvaziada, os principais fatos que podem mexer com o humor dos investidores nesta terça, dia 23, vêm mesmo de Brasília. Em primeiro lugar, o mercado continua repercutindo os detalhamentos da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios no Senado, que deve ser votada na Comissão de Constituição e Justiça nesta semana e em plenário semana que vem.

Um dos novos pontos de polêmica é que o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 400, que a princípio seria temporário, será tornado permanente, segundo afirmou ontem o senador Fernando Bezerra, relator da PEC. O problema é que não há fonte de receita para permitir esse pagamento para além de 2023, como manda a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

Não é só daí que vem a pressão sobre o Orçamento: o relator da medida provisória que cria o Auxílio Brasil, deputado Marcelo Aro, declarou que vai elevar a linha de pobreza para determinar quem tem direito ao benefício (o que aumentaria a base de beneficiários) e incluirá ainda um reajuste automático do auxílio pela inflação.

Leia também:   Remuneração da poupança volta a ser alvo de discussão - entenda o motivo

Há outra preocupação à frente: ontem, o secretário especial do Tesouro, Esteves Colnago, disse em sessão do Senado que como a inflação está mais alta do que o esperado, o espaço que se abrirá no orçamento caso o Congresso aprove a PEC aumenta de R$ 91,6 bilhões, previstos no mês passado, para R$ 106,1 bilhões. Segundo reportagem do Valor, o governo já estuda utilizar essa folga para pagar um Auxílio Brasil dobrado antes do Natal deste ano.

Na reta fiscal da PEC, tudo vai se encaminhando para um vale tudo fiscal cada vez maior que assusta o mercado, elevando os juros futuros, derrubando a Bolsa e pressionando o dólar.

Silva e Luca no Senado, Guedes na Câmara

Os investidores ainda acompanharão a participação do general Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras, em audiência pública às 9h na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado. O executivo falará sobre políticas de preços da estatal.

Leia também:   Inflação nos EUA já avança 5% em 12 meses; dado veio dentro do esperado pelo mercado

Às 10h, é a vez do ministro Paulo Guedes ir à Comissão de Trabalho da Câmara para falar sobre suas movimentações financeiras no exterior por meio de uma offshore em paraíso fiscal.

Nos EUA, indicadores de atividade e ainda Jerome Powell 

Às 11h45, a Markit divulga o índice de gerente de compras (PMI) da indústria e serviços das primeiras semanas de novembro nos Estados Unidos.

Além disso, o mercado continua repercutindo as consequências da nomeação do presidente do Fed (banco central dos EUA), Jerome Powell, para um segundo mandato de quatro anos.

 

 

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais

Não vá ainda...

Baixe o nosso App!

O maior hub do mercado financeiro
na palma da sua mão!

Popup out planos