Navegue:
Weg (WEGE3): com custos em alta, lucro cai mais que esperado mesmo com crescimento da receita

Weg (WEGE3): com custos em alta, lucro cai mais que esperado mesmo com crescimento da receita

Weg atribuiu elevação dos custos ao aumento do preço das principais matérias-primas usadas pela companhia, o aço e o cobre

A Weg (WEGE3) apresentou sólidos resultados no 1º trimestre de 2022. As ações da empresa refletiram a satisfação do mercado.

WEG: Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Weg (WEGE3), empresa do setor de bens de capital com soluções em máquinas elétricas, automação e tintas, apresentou forte crescimento na receita no segundo trimestre, mas enfrentou um aumento ainda maior nas despesas no mesmo período, o que fez os resultados da companhia ficarem mais fracos do que o mercado previa. 

O lucro líquido da Weg somou R$ 912 milhões no segundo trimestre, caindo 19,5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando atingiu R$ 1,13 bilhão.

A Weg ressaltou que os resultados do segundo trimestre do ano passado foram beneficiados por um crédito referente à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e Cofins. Sem este efeito, o lucro líquido teria subido 6,6% na comparação.

A queda ocorreu mesmo diante de um crescimento de 25,0% na receita líquida da companhia, para R$ 7,2 bilhões, porque o custo dos produtos vendidos aumentou numa velocidade maior – de 30,4%, saindo de R$ 4 bilhões no segundo trimestre do ano passado para R$ 5,21 bilhões entre abril a junho deste ano.

A empresa atribuiu essa alta nas despesas aos preços mais altos do aço e do cobre, as principais matérias-primas usadas em seus produtos.

“Somado a isso, o aumento dos custos com energia e frete foram os principais fatores que contribuíram para a redução das margens operacionais em relação ao segundo trimestre de 2021”, afirmou a companhia em balanço divulgado na manhã desta quarta-feira (20).

O lucro líquido registrado pela Weg veio abaixo das expectativas de agentes do mercado. A XP projetava R$ 958 milhões, a Genial Investimentos acreditava em R$ 1 bilhão enquanto o Itaú BBA foi quem chegou mais perto, e acreditava em R$ 917 milhões de lucro líquido. O BTG Pactual, contudo, esperava que a empresa anotasse R$ 856 milhões de resultado líquido.

Destaques Weg 2t22
Arte: Rachel Santos/TradeMap

Se o lucro surpreendeu negativamente o mercado, a receita fez o sentido inverso. Tanto XP quanto Genial, Itaú BBA e BTG projetavam um número menor que o anotado. Respectivamente, as casas esperavam R$ 7 bilhões, R$ 6,96 bilhões, R$ 6,84 bilhões e R$ 6,87 bilhões em receita líquida no segundo trimestre para a Weg.Segundo a companhia, o crescimento na receita veio em razão do “bom desempenho dos negócios de motores elétricos de baixa tensão, automação e especialmente os negócios relacionados a geração de energia renovável bem como a transmissão e a distribuição de energia”.

Pouco mais da metade (51%) da receita da Weg veio do mercado interno e o restante do mercado externo. A empresa possui operações nas Américas, na Europa, África e na região da Ásia próxima ao oceano Pacífico.

Ebitda e margem Ebitda

O Ebitda, sigla para o lucro antes dos juros, impostos, amortização e depreciação, atingiu R$ 1,25 bilhão no segundo trimestre, um recuo de 9,8% em relação ao segundo trimestre de 2021.

A empresa vê essa queda explicada pelos “desafios na cadeia de suprimentos global”, além do aumento no preço das matérias-primas. A margem Ebitda também recuou no período, atingiu 17,5% ante 24,2% no segundo trimestre do ano passado.

Refinitiv Weg - 20/07/22
Arte: Rachel Santos/TradeMap

⇨ Acompanhe seus ganhos e gastos e cuide melhor do seu dinheiro. Baixe o GranaMap!

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: