Navegue:
Tenda (TEND3) registra queda nas vendas no primeiro trimestre, para R$ 578,6 milhões

Tenda (TEND3) registra queda nas vendas no primeiro trimestre, para R$ 578,6 milhões

Nível de distratos também aumentou no período, segundo a construtora

Empreendimento imobiliário São Paulo

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

A construtora Tenda (TEND3) registrou R$ 578,6 milhões em vendas líquidas no primeiro trimestre de 2022, queda de 18% em relação ao anotado no mesmo período do ano passado e de 26% contra o trimestre imediatamente anterior. As informações são da prévia operacional publicada pela companhia na noite desta segunda-feira (18).

Por outro lado, o preço médio de vendas subiu para R$ 162,6 mil, expansão de 14,3% na comparação com o mesmo período de 2021. “Iniciamos neste primeiro trimestre um profundo ajuste na estratégia de precificação, privilegiando a reconstrução de nossas margens”, diz a empresa.

A velocidade de vendas teve redução de 3,7 pontos percentuais contra os três primeiros meses do ano passado, o que também vem em linha com o objetivo de privilegiar a recomposição das margens, de acordo com o comunicado.

Outro ponto de atenção no balanço é a relação de distratos sobre vendas brutas, que fechou o primeiro trimestre a 21,2%, alta de 7,8 pontos percentuais na comparação anual. “Apesar deste indicador estar acima dos patamares históricos, temos a partir dele a oportunidade de revendermos unidades distratadas com importantes ganhos de preço”, diz a companhia.

Durante o trimestre, foram lançados sete empreendimentos, somando R$ 467 milhões, queda de 23,5% em relação ao período entre janeiro e março de 2021.

O banco de terrenos, por sua vez, teve crescimento de 13%, para R$ 12,9 bilhões.

As ações da Tenda fecharam o pregão desta segunda-feira em baixa de 3,2%, a R$ 6,66 – na mesma direção do Ibovespa, que teve queda de 0,43%, aos 115.687 pontos.

Compartilhe:

Compartilhe: