Navegue:
Petrobras (PETR4) se desfaz de campos marítimos na Bacia do Espírito Santo por US$ 75 milhões

Petrobras (PETR4) se desfaz de campos marítimos na Bacia do Espírito Santo por US$ 75 milhões

Iniciativa faz parte da gestão de portfólio e da melhoria de alocação de capital da estatal

gas glp petrobras divulgacao

Foto: Divulgação Petrobras

Por:

Compartilhe:

Por:

A Petrobras (PETR4; PETR3) anunciou a venda dos polos marítimos Golfinho e Camarupim, localizados na Bacia do Espírito Santo, para a BW Energy Maromba por até US$ 75 milhões, como parte da gestão de portfólio e da melhoria de alocação do seu capital, que tem como objetivo o foco em ativos onde é “dona natural”.

Do total a ser recebido, a estatal explicou que US$ 3 milhões serão pagos na assinatura do contrato, US$ 12 milhões no fechamento da transação e até US$ 60 milhões em pagamentos contingentes, a depender das cotações futuras do Brent no mercado internacional e do desenvolvimento dos polos marítimos.

O Polo Golfinho faz parte do campo de Golfinho, produtor de óleo, e Canapu, produtor de gás não associado, além do bloco exploratório BM-ES23. Já o Polo Camarupim compreende os campos unitizados de Camarupim e Camarupim Norte, ambos de gás não associado.

⇨ Quer conferir quais são as recomendações de analistas para as empresas da Bolsa? Inscreva-se no TradeMap!

A Petrobras detém 100% de participação nos Polos Golfinho e Camarupim, com exceção do bloco exploratório BM-ES-23, em que possui participação majoritária de 65%, em parceria com a PTTEP (20%) e INPEX (15%).

Em comunicado enviado ao mercado na noite desta quinta-feira (23), a Petrobras afirmou que a transação está sujeita ao cumprimento de certas condições precedentes, tais como a aprovação pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Compartilhe:

Compartilhe: