Para ações de consumo, o pior ainda está por vir, avalia BB-BI

Incerteza sobre a evolução da variante Ômicron no Brasil deve continuar a fazer preço sobre os papéis

Varejo, foto de Unsplash

Foto: Unsplash

Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Depois de estarem entre as maiores quedas do Ibovespa em 2021, os investidores devem seguir com um pé atrás em relação às ações do setor de consumo, avalia o banco de investimentos do Banco do Brasil, o BB-BI, que vê um cenário de fragilidade da recuperação econômica em momento de incerteza sobre a evolução da variante Ômicron no Brasil.

A pressão sobre os papéis do setor pode ser vista pela performance do índice da Bolsa que representa uma carteira teórica de ativos relacionados, o Índice de Consumo (Icon): em dezembro, o Icon permaneceu praticamente estável na comparação mensal, enquanto o Ibovespa acumulou ganhos de 2,9%.

A performance fraca do Icon, na visão do BB-BI, segundo relatório distribuído nesta terça-feira, dia 4, refletiu o temor que uma nova onda de restrições à mobilidade fosse adotada para conter a disseminação da Ômicron.

Nesse contexto, ressalta o banco, os papéis com melhor performance foram os de varejo farmacêutico, que se beneficiaram do surto de influenza, levando a uma corrida por medicamentos, e a Lojas Quero-Quero, impulsionada pelo anúncio de pagamento de juros sobre capital próprio e do plano de abertura de lojas para 2022.

Daqui para frente, além de esperar que a cautela com a disseminação da Covid-19 continue, o banco espera que os investidores fiquem atentos às revisões de estimativas para os resultados do quarto trimestre.

Há, no entanto, alguns fatores positivos para as companhias do setor, como o aumento na população ocupada, a queda na taxa de desemprego e o aumento no Índice de Confiança do Consumidor em dezembro, aponta o banco.

Apesar disso, o relatório menciona o rendimento real, que segue pressionado. Outro ponto de atenção é a queda na concessão de crédito à pessoa física no mês de novembro.

Confira na tabela abaixo as recomendações do banco para o setor:

Ação Recomendação Preço-alvo (dez/2022) Potencial de valorização
Americanas (AMER3) Compra R$ 75,30 138,4%
D1000 (DMVF3) Neutra R$ 13,60 223%
Grupo Mateus (GMAT3) Compra R$ 11,60 92,4%
Grupo Natura (NTCO3) Compra R$ 64,10 152,1%
Grupo SBF (SBFG3) Compra R$ 43,30 92,4%
Hypera (HYPE3) Compra R$ 45 59,2%
Lojas Renner (LREN3) Compra R$ 51,40 110,3%
Magazine Luiza (MGLU3) Compra R$ 22,90 217,2%
Pão de Açúcar (PCAR3) Compra R$ 44,50 104,8%
Pague Menos (PGMN3) Compra R$ 16,90 80,7%
Lojas Quero-Quero (LJQQ3) Compra R$ 27,70 147,5%
Raia Drogasil (RADL3) Compra R$ 28,70 18,1%
Via (VIIA3) Neutra R$ 20 281%

 

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo

Não perca essa oportunidade!

Baixe o nosso App!

O maior hub do mercado financeiro
na palma da sua mão!

Curso grátis que te ensina de forma simples sobre o mercado futuro

Banner share midias site curso winfut clear trademap

Cadastre-se agora no curso que vai te ensinar tudo sobre mercado futuro!

Banner share midias site curso winfut clear trademap